Ouvindo...

Times

Governo Lula assina contrato para Concessão do Projeto Hidroagrícola de Jequitaí

Projeto beneficiará cerca de 150 mil pessoas em 19 municípios mineiros, além de criar 84 mil empregos diretos e indiretos

O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, e o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Marcelo Moreira, assinam, nesta quarta-feira (10), o contrato de concessão do Projeto Hidroagrícola Jequitaí, no Norte de Minas.

A concessão foi acordada após leilão, realizado em março, que garante a ampla liberdade do Consórcio Jequitaí, vencedor do certame, sobre o uso de uma área de 23,9 mil hectares, dos quais 10,2 mil são irrigáveis, e prevê a geração de cerca de R$ 11 bilhões em receitas para a empresa concessionária em 35 anos de contrato.

O Consórcio Jequitaí, formado pelas empresas Fortaleza de Santa Teresinha Agricultura e Pecuária S.A e a RG S.A, representadas pela participante credenciada Planner, garantiu a concessão com outorga de R$ 35 milhões e previsão de investimentos de R$ 1,5 bilhão.

Leia também

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), a Barragem de Jequitaí é esperada para ser inaugurada em cinco anos, sendo a primeira das duas barragens.

Após mais de vinte anos no papel, o projeto vai garantir a irrigação, reserva de água e geração de energia, beneficiando cerca de 150 mil pessoas em 19 municípios mineiros, além de criar 84 mil empregos diretos e indiretos. O projeto trará, ainda, promoção do desenvolvimento do Vale do São Francisco, por meio da perenização do Rio Jequitaí.


Participe dos canais da Itatiaia:

Leia mais