Ouvindo...

Times

Em meio à greve nas universidades, Lula diz não ter ‘medo’ de reitores

Presidente afirmou que pretende ter uma relação democrática com os reitores de universidades e institutos federais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (21) que não tem medo de reitores, e que realizou duas reuniões com eles, em menos de dois anos, no Palácio do Planalto. O último encontro ocorreu em meio à greve dos profissionais de educação nas universidades e institutos federais.

Em discurso realizado em evento no Maranhão, Lula criticou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) por não ter recebido os reitores, em Brasília, e afirmou não ter medo de dialogar. “Eu, em apenas um ano e sete meses, já convidei os reitores para duas reuniões, de todos os reitores do Brasil das universidades e institutos federais, porque eu não tenho medo de reitores, e esse dedo que falta não foram eles que morderam, esse dedo eu perdi na fábrica”, ironizou.

O presidente disse, ainda, que pretende ter uma relação democrática com os reitores. Mais cedo, em evento no Maranhão, Lula se mostrou confiante com o desfecho das negociações para encerrar a greve das universidades e Institutos federais. A paralisação já dura pouco mais de dois meses.

Em entrevista à Rádio Mirante News, Lula afirmou que a categoria nem agradeceu ao aumento de 9%, concedido pelo governo no ano passado, e que já estava reivindicando uma nova alta este ano. “Aí o pessoal queria 4,5%, mas já ganharam em 2023. Vocês nem me agradeceram os 9% e já estão cobrando mais 4,5% (de aumento)”, criticou Lula.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais