Ouvindo...

Times

PIB do agronegócio em Minas cresce 5,9% e alcança R$ 228 bilhões em 2023

Dados foram divulgados nesta segunda-feira (10) pela Fundação João Pinheiro

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio em Minas Gerais cresceu 5,9% em 2023 e ultrapassou a marca de R$ 228 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (10) pela Fundação João Pinheiro (FJP).

Os números indicam um novo recorde na produção do agro mineiro, que passa a representar 22,2% do total do PIB do estado.

“O crescimento real foi de 5,9% com variação média dos preços de 0,2%. Na comparação com o resultado de 2022 (R$215,4 bilhões), houve um acréscimo de R$ 13,2 bilhões no valor apurado”, informou a FJP.

Café, soja, milho e cana

O resultado se deu pelo aumento expressivo na produção de café, soja, cana-de-açúcar e milho, mesmo com a evolução menor dos preços desses produtos compreendidos como primários.

Veja mais: Megaleite 2024 começa nesta terça-feira (11) em BH; confira programação

“O crescimento do PIB do agronegócio reflete, ainda, o avanço da fabricação de alimentos, bebidas, celulose e biocombustíveis, por exemplo. Junto a isso, no caso da agroindústria e dos serviços relacionados, o incremento das quantidades produzidas foi acompanhado por melhorias nos preços praticados”, diz a FJP.

‘Setor vive dificuldades’

O presidente da Faemg, Antonio de Salvo, comemorou os bons números do agronegócio mineiro, mas ressaltou que o setor passa por dificuldades.

"É um orgulho para a gente entender que nosso setor continua ajudando a sociedade, mas o setor sofre dificuldades. Temos que continuar trazendo tecnologias para nossas fazendas e esse é um desafio. Acredito que nosso motor está conseguindo atingir o máximo. A gente pede que tenhamos um relacionamento, e conseguimos isso aqui em Minas Gerais. Precisando avançar na parte ambiental, respeitando e protegendo o meio ambiente, se não for respeitado nós não vamos vender nem um quilo de café. Eu sei que estamos avançando e nunca vi um diálogo tão com o governo estadual como temos agora”, afirmou o presidente da Faemg.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Jornalista graduado pela PUC Minas; atua como apresentador, repórter e produtor na Rádio Itatiaia em Belo Horizonte desde 2019; repórter setorista da Câmara Municipal de Belo Horizonte.
Leia mais