Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Após embate entre Musk e STF, representante do X no Brasil renuncia ao cargo

O advogado Diego de Lima Gualda assumiu o cargo em agosto de 2023

O representante e administrador responsável pelo X, antigo Twitter, no Brasil, renunciou ao cargo. Isso é o que indicou o documento da Junta Comercial de SP no último dia 8 de abril, dois dias após Elon Musk ameaçar descumprir ordens judiciais do Supremo Tribunal Federal (STF) e atacar o ministro Alexandre de Moraes. A informação foi publicada na manhã deste sábado (13) pelo Estadão.

O advogado Diego de Lima Gualda, assumiu o cargo em agosto de 2023 como procurador e administrador da empresa no País. Na página do LinkedIn, o profissional data o fim de sua atuação na empresa como abril de 2024.

Entenda o embate

Dono de empresas de tecnologia como a SpaceX e a Tesla e, desde outubro 2022 à frente do X (antigamente chamado de Twitter), o bilionário Elon Musk disparou nos últimos dias contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

No último fim de semana, o empresário subiu o tom das críticas, reclamou de decisões judiciais do magistrado contra usuários da plataforma e ameaça de multas. Ainda disse que o X perde receitas no Brasil, o que pode levá-lo a fechar o escritório da empresa no país, chamou Moraes de “censor” e, por fim, pediu que ele renunciasse o cargo ou que sofresse um processo de impeachment.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais