Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Javier Milei derruba decreto que impedia nepotismo e nomeia irmã

Karina Milei toma posse como secretária-geral da presidência; antes, era vetado a nomeação de parentes

FILES-ARGENTINA-POLITICS-MILEI-WOMEN

Javier Milei ao lado de sua irmã, Karina Milei

LUIS ROBAYO/AFP

O presidente da Argentina, Javier Milei, assinou no último domingo (10), um decreto criado pelo ex-presidente Maurício Macri, que proibia a contratação de parentes na administração pública. Após a derrubada, Karina é nomeada como primeira-dama e secretária-geral do governo.

Veja mais: Em 1º discurso como presidente, Milei promete ‘choque na economia’ e ‘defesa da liberdade’

A norma que impedia a contratação de parentes foi assinada em 30 de janeiro de 2018, por Macri. Desta forma, parentes diretos e indiretos de até 2º grau de agentes do alto escalão do governo eram impedidos de ser nomeados para cargos públicos.

No Diário Oficial publicado nesta segunda-feira (11), o presidente foi retirado das restrições, passando a estar apto, segundo a Constituição Nacional, a nomear e a exonerar funcionários por meio do “princípio da idoneidade para acesso ao setor público”.

Repórter de Política Nacional e Internacional na rádio Itatiaia. Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e pós-graduanda em Comunicação Governamental na PUC Minas. Experiência no Legislativo e Executivo mineiro.
Leia mais