Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Pacheco se reúne com Lula para tratar da situação fiscal de Minas

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta segunda-feira (13), para tratar da situação fiscal de Minas Gerais

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se reuniu nesta segunda-feira (13) com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tratar da situação fiscal de Minas Gerais

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se reuniu nesta segunda-feira

Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta segunda-feira (13), no Palácio do Planalto, para discutir questões de interesse nacional, além da situação fiscal de Minas Gerais. Após o encontro, Pacheco informou, em nota, que reiterou ao presidente Lula as preocupações com a crise fiscal do estado. “E a solicitação para que possamos equacionar a questão da dívida com uma proposta que haverá de ser formulada, em breve, para análise da União”.

Pacheco anunciou que irá se reunir, na próxima quinta-feira (16), com o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Tadeu Martins Leite (MDB). A informação havia sido antecipada pela Itatiaia. Pacheco pretende agendar uma reunião “o mais breve possível” com o governador do estado, Romeu Zema, e com a equipe técnica da Fazenda.

Zema enviou um ofício ao presidente do Senado, no dia 31 de outubro deste ano, pedindo ajuda para negociar a dívida de Minas Gerais com o governo federal, que está na casa dos R$ 161 bilhões. No documento, Zema apresenta três cenários para o equacionamento da dívida, incluindo o congelamento do saldo devedor e parcelamento em 29 anos (sendo os nove primeiros anos no modelo previsto pelo Regime de Recuperação Fiscal), além do abatimento do valor da Codemig e do estoque da dívida, que evolui conforme as condições atuais dos contratos com a União.

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais