Ouvindo...

Times

Projeção do Banco Central para a inflação em 2024 sobe de 3,90% para 3,96%

Piora nos indicadores do IPCA e do PIB serve como alerta para equipe econômica do governo Lula

O Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (17) pelo Banco Central, prevê um leve aumento na projeção do IPCA em 2024, passando de 3,90% para 3,96%.

A expectativa para a inflação deste ano foi elevada pela sexta semana consecutiva. A projeção de 2024 passou de 3,90% para 3,96% Um mês antes, a mediana era de 3,80%. Para 2025, foco principal da política monetária, a projeção subiu de 3,78% para 3,80%, ante 3,74% de um mês atrás.

Considerando as 122 estimativas atualizadas nos últimos cinco dias úteis, a mediana para 2024 passou de 3,93% para 3,96%. Para 2025, a projeção passou de 3,77% para 3,83%, considerando 120 atualizações no período.

Para 2026, a projeção seguiu em 3,60% ante 3,50% de um mês atrás O governo já sinalizou a manutenção da meta de inflação em 3,0% para este e os próximos anos, mas ainda não publicou o decreto para regulamentar a meta contínua.

Veja mais: Inflação de 2024 pesa mais para famílias de renda muito baixa

As estimativas do Boletim Focus continuam acima do centro da meta para a inflação, de 3,00%. O IPCA de 2023 ficou em 4,62%, abaixo do teto da meta (4,75%, para um centro de 3,25% no ano passado), evitando o estouro do objetivo a ser perseguido pelo BC pelo terceiro ano consecutivo, depois de 2021 e 2022.

O Comitê de Política Monetária (Copom) divulgou em maio projeção de 3,8% para o IPCA de 2024, depois de o indicador ter ficado em 3,5% nas reuniões anteriores, de dezembro, janeiro e março. Para 2025, a projeção também subiu, para 3,3%.

PIB

O relatório do Banco Central divulgado nesta segunda-feira (17) revisão também a projeção para o crescimento do PIB do Brasil este ano.

A mediana para a alta da atividade deste ano passou de 2,09% para 2,08%. Um mês atrás, estava em 2,05%. Considerando apenas as 74 respostas nos últimos cinco dias úteis, a estimativa para o PIB no fim de 2024 passou de 2,11% para 2,08%.

Para 2025, no entanto, o documento manteve a estimativa de crescimento do PIB em de 2,00%, como já está há 27 semanas. Considerando as 71 respostas nos últimos cinco dias úteis, porém, a estimativa para o PIB de 2025 passou de 1,95% para 2,00%.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais