Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Em evento de filiação do PL, Engler critica Fuad e escala Nikolas e Bolsonaro como cabos eleitorais em BH

Deputado estadual deve oficializar pré-candidatura à Prefeitura de BH até maio e quer contar com a presença do ex-presidente

Em evento de filiação de novos apoiadores ao Partido Liberal (PL), o pré-candidato da legenda à Prefeitura de Belo Horizonte, Bruno Engler, escalou o deputado federal Nikolas Ferreira e o ex-presidente Jair Bolsonaro como seus principais cabos eleitorais nesta eleição. Segundo o deputado estadual, em abril ou maio, o PL deve lançar seu nome, oficialmente, como pré-candidato do partido na capital mineira, ação que já ocorreu com adversários, como Rogério Correia (PT) e Bella Gonçalves (PSol), por exemplo.

De acordo com ele, a ideia é casar a agenda para que Bolsonaro possa comparecer ao evento partidário.

“Em breve, a gente deve fazer também um lançamento de pré-candidatura com a presença do presidente Bolsonaro - a depender da agenda dele - e, durante a campanha, também, em algumas oportunidades, ele vai poder estar aqui participando conosco, somando. Onde ele vai, arrasta multidões e tenho certeza que a gente vai conseguir também arrastar uma multidão aqui com o presidente Bolsonaro no período eleitoral”, afirmou.

Ao lado de Engler, Nikolas Ferreira, disse ter sido escalado, também, pelo presidente do PL, Valdemar Costa Neto para participar de campanhas de outros integrantes do partido em cidades importantes, como o Rio de Janeiro, onde o deputado federal Alexandre Ramagem deve disputar as eleições pela legenda.

“Já recebi praticamente uma ordem do presidente Valdemar para poder estar no Brasil inteiro. Temos grandes amigos, como, por exemplo, o delegado Ramagem, que será candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro. Com certeza estarei lá porque a gente sabe da importância [da candidatura]”, afirmou.

Leia também

Em entrevista coletiva, Engler não poupou críticas ao atual prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), que tentará a reeleição. Ele disse que a cidade está abandonada, que sua campanha deve focar no tema da segurança pública e que o atual mandatário tem uma postura “mansa” com relação às empresas de ônibus que prestam serviço de transporte público na capital mineira.

“A gente entende que a cidade está extremamente largada, abandonada e que ela tem tudo para ser menos burocrática, uma cidade onde as pessoas possam crescer economicamente e socialmente”, afirmou.

“Entendo que um dos principais pontos, que é uma pauta que a gente bate bastante é a questão da segurança pública. A gente tem uma sensação de insegurança muito grande em Belo Horizonte, o centro está completamente largado, principalmente com a questão dos moradores de rua e as pessoas, hoje, não tem mais tranquilidade de andar no centro de Belo Horizonte. A questão da mobilidade urbana também precisa ser cobrada. Acho que o prefeito tem uma postura muito mansa junto às empresas de ônibus e a gente precisa ter uma postura firme de cobrança”, completou.

A pré-candidatura de Bruna Engler deve contar, além do PL, com apoio do Partido Progressista (PP).

Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista graduado pela PUC Minas; atua como apresentador, repórter e produtor na Rádio Itatiaia em Belo Horizonte desde 2019; repórter setorista da Câmara Municipal de Belo Horizonte.
Leia mais