Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Número 2 de Gustavo Barbosa vai assumir a Secretaria de Fazenda do governo Zema

Luiz Cláudio Gomes, que atua como secretário-adjunto da pasta, passará a liderar setor que lida, por exemplo, com a dívida de Minas junto à União

O secretário-adjunto de Estado de Fazenda de Minas Gerais, Luiz Cláudio Gomes, vai assumir o comando da pasta. Ele substituirá Gustavo Barbosa, que pediu para deixar o cargo de secretário. O setor é responsável por lidar com questões econômicas do governo de Romeu Zema (Novo).

A opção por Luiz Cláudio foi adiantada pelo site O Fator e confirmada, à Itatiaia, por interlocutores ligados ao Palácio Tiradentes.

A exoneração de Barbosa ainda não foi oficializada pelo governo mineiro. A edição desta quinta-feira (22) do Diário Oficial do Estado, inclusive, traz o nome dele como responsável pela Secretaria de Fazenda.

Leia também

Assim como Barbosa, Luiz Cláudio atuou no governo do Rio de Janeiro antes de se juntar à equipe de Zema. Graduado em Engenharia Mecânica e com MBA em Finanças, ele foi subsecretário-geral de Fazenda e Planejamento no poder Executivo fluminense.

Nos bastidores, o futuro secretário de Fazenda é visto como alguém que conhece os trâmites da Assembleia Legislativa. Ele tem boa relação com o líder do governo no Parlamento, João Magalhães, do MDB.

Foco na dívida de Minas

Luiz Cláudio Gomes terá de comandar, oficialmente, os técnicos de Minas Gerais que participam das conversas com o governo federal para renegociar a dívida de cerca de R$ 160 bilhões contraída pelo estado junto à União.

Em janeiro, a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e o Palácio Tiradentes anunciaram a formação de dois grupos de trabalho para aprofundar os debates sobre a situação fiscal de Minas.À mesa do Ministério da Fazenda, há proposta apresentada pelo presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Ele sugere a federalização de estatais mineiras como caminho para diminuir a dívida. O uso de créditos judiciais que o estado tem a receber também está na mira.

As parcelas da dívida bilionária estão suspensas até 20 de abril graças a uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Graduado em Jornalismo, é repórter de Política na Itatiaia. Antes, foi repórter especial do Estado de Minas e participante do podcast de Política do Portal Uai. Tem passagem, também, pelo Superesportes.
Leia mais