Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Pacheco pede a Moraes lista com nomes de parlamentares monitorados pela ‘Abin paralela’

Presidente do Senado diz que, caso suspeitas sejam confirmadas, há “grave violação” dos direitos e garantias individuais

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pediu oficialmente, ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), acesso a lista de parlamentares que teriam sido monitorados de forma ilegal pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), por meio do software israelense FirstMile.

O pessedista também pediu ao ministro, relator do caso, o detalhamento das investigações.

Veja mais:

“Dirijo-me a Vossa Excelência para, na qualidade de Presidente do Congresso Nacional, solicitar informações sobre a existência de indícios de monitoramento ilegal de Deputados Federais e Senadores da República, com a devida identificação dos mesmos”, diz trecho do ofício assinado pelo senador.

“Não havendo prejuízo para a continuidade das investigações, que tramitam sob sigilo, obter informações relacionadas ao procedimento adotado pelos investigados e a extensão e o conteúdo de informações relacionadas aos parlamentares, a fim de que sejam adotadas as medidas institucionais pertinentes ao Congresso Nacional”, completa o documento.

Leia também

Pacheco defende que o compartilhamento das informações é relevante baseado nos princípios da publicidade e da transparência da Administração Pública e à “inviolabilidade do exercício do mandato parlamentar”.

“Tais ações, se confirmadas, constituem uma grave violação dos direitos e garantias individuais, assegurados pela Constituição Federal, que resguardam a privacidade, o sigilo das comunicações e os dados pessoais”, disse Pacheco ao criticar a suposta existência de uma organização criminosa dentro da Abin, como é investigado pela Polícia Federal.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Editor de política. Foi repórter no jornal O Tempo e no Portal R7 e atuou no Governo de Minas. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem MBA em Jornalismo de Dados pelo IDP.
Leia mais