Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Metade dos alunos que concluiu o ensino médio em 2023 não realizou o Enem; governo quer saber o porquê

Presidente do Inep, Manuel Palácios, indicou nesta terça-feira (16) que uma pesquisa será feita para entender as razões dos estudantes para não realizar a prova

Brasília (DF), 16/01/2024 - O ministro da Educação, Camilo Santana, durante entrevista coletiva para divulgar os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Adesão dos alunos que concluem o ensino médio ao Enem é preocupação do Ministério da Educação, indicou Camilo Santan

Marcelo Camargo | Agência Brasil

O instituto responsável pela produção e aplicação do Enem, Inep, fará uma pesquisa nos próximos meses para entender as razões que levam os estudantes que estão concluindo o Ensino Médio a não realizar as provas que dão acesso à graduação no Brasil. A apresentação dos resultados da edição passada do Enem indicou que apenas 50,8% dos alunos que concluíram os três últimos anos da escola em 2023 participaram do Enem — o índice é ainda menor em Minas Gerais: 46,1%. Ou seja, quase metade dos alunos que terminou o Ensino Médio no ano passado optou por não realizar o Enem, segundo levantamento do Inep publicado nesta terça-feira (16).

Diante deste cenário, o governo orientou que o Inep faça um estudo para entender as razões que levam os estudantes a desistir de prestar o Enem. “Metade dos jovens que estão concluindo o Ensino Médio não fez o Enem. Precisamos saber o motivo e reverter esses números”, afirmou o ministro. “Qual a razão para não fazer a prova? O endereço era longe? Por que ele [aluno] está desestimulado? Precisamos saber para tomar razões baseadas em evidências efetivas. O que as redes estaduais precisam fazer para garantir que eles façam a prova?”, ponderou.

Uma solução antecipada pelo ministro é o pagamento de incentivo financeiro para os alunos da rede pública que, recebendo a poupança paga pelo governo federal, fizer o Enem no terceiro ano do Ensino Médio. “O presidente sancionando a lei do Pé-de-Meia para os jovens no Ensino Médio, posso adiantar que teremos um incentivo para aqueles que fizerem o Enem no ano de conclusão”, antecipou sem citar os valores que serão concedidos pelo governo.

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais