Ouvindo...

Times

Romeu Zema cumprimenta Milei pela vitória na eleição para presidente da Argentina

Governador de Minas afirmou que “trabalho será árduo pra consertar o que a esquerda fez”

O governador de Minas Gerais Romeu Zema (Novo) postou nas redes sociais, na noite deste domingo (19), uma mensagem em cumprimento a Javier Milei, economista de ultradireita que venceu as eleições para presidente da Argentina.

Zema escreveu: “Parabenizo o presidente eleito @Milei. Que a Argentina retome o desenvolvimento com a defesa da liberdade e da propriedade privada, com avanço na vida dos argentinos. O trabalho será árduo pra consertar o que a esquerda fez e colocar o país de novo nos trilhos. Boa sorte!”

Embaixo, Zema repostou a mensagem, desta vez em espanhol.

Com 97% das urnas apuradas, por volta de 22h30, Milei tinha 55,76% dos votos, com vitória matemática garantida. Sergio Massa, ministro da economia e candidato apoiado pelo presidente Alberto Fernandez, aparecia com 44,23%.

No discurso da vitória, Milei, que ficou famoso por fazer comentários heterodoxos na TV, afirmou que “hoje começa a reconstrução da Argentina”. O país registrou, nos últimos 12 meses, inflação de 142%, a maior em três décadas.

Milei disse que a Argentina está e situação “crítica”, as mudanças necessárias são “drásticas” e que não há lugar para gradualismos. “Hoje começa o fim da decadência argentina, termina o modelo empobrecedor do Estado onipresente”, apontou.

Propostas de Milei

Entre as propostas de Javier Milei, de 52 anos e retórica inflamada, estão:

  • Dolarização da economia: Milei pretende substituir o peso argentino pelo dólar. Hoje, a Argentina trabalha com duas cotações do peso em relação ao dólar, o oficial e o chamado ‘dólar blue’, que é comumente usado no comércio e por turistas

  • Fim do Banco Central: Milei defendeu, por várias vezes, ‘dinamitar’ o Banco Central, encerrando a instituição responsável pela política monetária do país

  • Em agosto, o candidato Milei afirmou que o Mercosul “deve ser eliminado”. O Brasil é o maior parceiro comercial da Argentina, e exportou U$ 14,9 bilhões para a Argentina este ano, ou 5,3% das exportações nacionais. Em importações, o valor chegou a US$ 10,2 bilhões importados pelo Brasil da Argentina.

  • Cortar gastos com aposentadorias e pensões, adotando um sistema de ‘capitalização privado’

  • Retirar restrições cambiais que impedem a compra de dólares

  • Criar sistema de vouchers para a educação

  • Construir presídios em parceria com a iniciativa privada

  • Desregulamentar o mercado legal de armas de fogo

Enzo Menezes é chefe de reportagem do portal da Itatiaia. Formado em jornalismo pela Fumec, tem pós-graduação em Poder Legislativo e Políticas Públicas pela Escola do Legislativo da ALMG. Foi produtor e coordenador de produção da Record e repórter do R7 e de O Tempo
Leia mais