Ouvindo...

Times

Lula condena bombardeio em Gaza: ‘terrorismo de Israel’

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu o tom contra o Estado de Israel durante discurso, nesta segunda feira (13), na Base Aérea de Brasília, onde recepcionou os 32 brasileiros e palestinos repatriados

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou como “terrorismo do Estado de Israel” os ataques realizados na Faixa de Gaza, que já culminaram nas mortes de, pelo menos, 5 mil crianças. Lula ressaltou, em seu discurso, na noite desta segunda-feira (13), na Base Aérea de Brasília, que outras 1.500 crianças de Gaza estão desaparecidas, que, nas palavras de Lula, podem estar debaixo de escombros. A região tem sido alvo de ataques de Israel por conta da presença de integrantes do Hamas. “Eu já vi muita irracionalidade, mas eu nunca vi uma violência tão brutal, tão desumana contra inocentes. Se o Hamas cometeu ato de terrorismo, o Estado de Israel também está cometendo vários atos de terrorismo ao não levar em conta que as mulheres e crianças não estão em guerra, ao não levar em conta que eles não estão matando soldados, eles estão matando crianças juntos”, repudiou Lula.

O presidente lamentou a destruição dos prédios, escolas e hospitais da região, que, segundo Lula, levou décadas para serem erguidos em Gaza. “Uma simples bomba detona aquilo sem ninguém assumir a responsabilidade. Quem é que vai recuperar aquilo?”, questionou Lula. “Hoje é um dia de felicidade porque a gente está recebendo 32 pessoas que já viveram em paz, que sabem o que é a paz e a harmonia, e não precisavam viver o inferno que viveram nos últimos 37 dias”, afirmou Lula.

O presidente revelou que pediu nesta segunda-feira (13) ao chanceler, Mauro Vieira, para tentar promover um telefonema entre Lula e o presidente da China, Xi Jiping. “ A China está presidindo o Conselho de Segurança da ONU, neste momento. Pra gente tentar falar para que o Conselho da ONU continue cobrando dos outros presidentes um comportamento humanista. Um comportamento de afeto com crianças, mulheres e pessoas que estão nos hospitais”, destacou Lula.

O governo brasileiro está preparando uma segunda lista para trazer mais brasileiros e familiares palestinos que ainda estão em meio ao conflito no Oriente Médio. “A gente está alegre por vocês estarem aqui, mas estamos tristes porque parte dos seres humanos que governam o mundo, que de humanos não têm mais nada. Porque se alguém não tem dó de soltar uma bomba para matar gente no hospital, matar recém nascido e criança, eu não sei que ser humano nós estamos falando”, desabafou Lula.

O presidente desejou sorte aos brasileiros e palestinos que chegaram ao Brasil, no voo da FAB, após 37 dias tentando deixar a Faixa de Gaza. “Se Deus quiser, vocês vão reconstruir a vida de vocês. E, um dia, voltar a morar em Gaza, se for o desejo de vocês quando os palestinos tiverem liberdade de construírem seu país como os judeus construíram o deles”, concluiu Lula.

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais