Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Em São Paulo, Zema se compromete a criar ‘corredor verde’ para preservação ambiental

Em encontro com os demais governadores do Sul e Sudeste, Zema debateu medidas de segurança pública e preservação ambiental

O governador Romeu Zema (Novo), se comprometeu a investir em novas medidas contra o crime organizado e em criar um “corredor verde” para preservação ambiental, durante reunião com os demais governadores dos estados do Sudeste e do Sul, que compõe o Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud).

Acompanhado do vice-governador Matheus Simões (Novo), Zema participou, nesta sexta-feira (20), do segundo dia de atividades da 9ª edição do Cosud, realizado em São Paulo. Os governadores participaram de Grupos de Trabalho da Segurança Pública e Meio Ambiente, e as discussões vão virar uma carta de intenções ao fim do encontro.

Metas do meio ambiente

A principal discussão dos chefes do executivo foi o desenvolvimento do Tratado da Mata Atlântica e criação de corredores ecológicos, combatendo o desmatamento e lançando ações para diminuir a emissão de carbono nas regiões Sul e Sudeste.

O objetivo do Cosud é, nos próximos 10 anos, plantar um bilhão de mudas nos sete estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). A ideia é construir um corredor ecológico de Mata Atlântica entre os estados, a partir de um processo de restauração florestal.

“Queremos garantir que a Mata Atlântica, que é o nosso bioma principal, seja recomposto. Meta de plantio de 100 milhões de árvores nos sete estados ao longo do mandato dos atuais governadores, e também um compromisso de, com isso, formar corredores verdes para garantir que a gente tenha também uma recuperação da fauna, junto com a flora”, destacou o vice-governador Matheus Simões.

Segurança pública

No Grupo de Trabalho de Segurança Pública, os representantes dos estados debateram quais ações podem ser implementadas pelas forças de segurança para fortalecer o combate ao crime organizado.

“Na segurança pública definimos que vamos fazer uma luta em prol de mudanças de modernização na legislação para que possamos combater com mais eficácia o crime organizado. Os estados do Sul e do Sudeste estão entre os mais seguros, mas nós queremos muito mais. O crime organizado vai ter a partir de agora muito mais trabalho, porque estaríamos trabalhando em conjunto de maneira coordenada”.

A ideia é criar um gabinete integrado entre os estados, compartilhando informações importantes que serão colocadas à disposição de cada uma das forças de segurança, a fim e facilitar as operações de combate ao crime.

Leia mais