Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Veja imagens do resgate dos corpos em decomposição encontrados em barco no Pará

Cenas chocaram até mesmo os policiais mais experientes; caso está sendo investigado pela Polícia Federal e Ministério Público Federal

A Polícia Federal divulgou, neste domingo (14), imagens dos trabalhos de resgate das dezenas de corpos em decomposição encontrados em um barco à deriva no último sábado (13) em Bragança, na região Nordeste do Pará. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF) e a principal suspeita é que as vítimas sejam refugiados haitianos.

A embarcação foi, casualmente, encontrada por pescadores que trabalhavam em alto mar, na Baía de Maiaú. Os cadáveres devem ser identificados por meio de protocolos de Identificação de Vítimas de Desastres (DVI). As imagens divulgadas pela Polícia Federal mostram equipes da Polícia Federal e da Marinha rodeando a embarcação na Baía do Maiaú. Veja o vídeo:

Em nota, a Marinha do Brasil (MB) informou que enviou uma equipe de Inspetores Navais da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) para o local do ocorrido para apurar o caso, que será investigado por meio de um Inquérito sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN).

Leia também

Polícia Federal e MPF investigam o caso

A Polícia Federal (PF) assumiu o caso e abriu um inquérito para investigar para descobrir quem eram as pessoas encontradas mortas no barco à deriva no Pará e quais foram as causas da morte das vítimas. Peritos e papiloscopistas da sede da Polícia Federa, em Brasília (DF), vão participar da investigação do caso. Os cadáveres devem ser identificados por meio de protocolos de Identificação de Vítimas de Desastres (DVI).

Por outro lado, o Ministério Público Federal (MPF) abriu dois inquéritos para investigar o caso: um na área criminal, para apurar possíveis crimes cometidos e responsabilizar os autores; e um na área cível, focado na proteção de direitos e em questões de interesse público.


Participe dos canais da Itatiaia:

Maria Teresa Leal é jornalista, pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação pela PUC Minas. Trabalhou nos jornais ‘Hoje em Dia’ e ‘O Tempo’ e foi analista de comunicação na Federação da Agricultura e Pecuária de MG.



Leia mais