Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Haddad confirma aumento de R$ 90 no salário-mínimo e meta de déficit zero para 2025

Salário-mínimo sofrerá incremento de 6,37%, o que implicará em um aumento real de R$ 1.412 para R$ 1.502, confirmou o ministro

O ministro Fernando Haddad reconheceu o incremento de 6,37% no valor do salário-mínimo para 2025 previsto no Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), que será entregue ao Congresso Nacional nesta segunda-feira (15).

O documento prevê as bases que orientarão a elaboração do orçamento para o terceiro ano do mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Com o acréscimo previsto, o mínimo subirá R$ 90 — ou seja, dos atuais R$ 1.412 para R$ 1.502.

Leia também

“Nós não costumamos antecipar os dados da LDO antes da entrevista oficial, mas, vazaram os dados. Me desculpo por falar antes das 17h. Mas, sim, os dados são esses: meta zero para 2025 e R$ 1.502 o salário-mínimo”, afirmou Haddad à GloboNews no início da tarde.

A meta fiscal citada pelo ministro contrapõe o desejo inicial do Ministério da Fazenda, que era um superavit primário de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) com uma margem de tolerância de 0,25% para mais ou para menos. Entretanto, a meta que constará no PLDO prevê déficit zero — tal qual o previsto para este ano de 2024.


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais