Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Taylor Swift no Brasil: mais de 1,4 mil denúncias por problemas em shows

Segundo a Senacon, principais problemas foram relacionados ao acesso limitado de água e atendimento médico

O governo federal recebeu, em seis dias, mais de 1,4 mil denúncias de fãs que foram aos shows da cantora Taylor Swift no Brasil. As principais queixas foram de falta de água e de atendimento médico limitado. As denúncias foram enviadas a um canal criado pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon/MJSP) um dia após a morte de Ana Benevides, de 22 anos, durante a apresentação da americana no Rio de Janeiro. Durante a apresentação de 17 de novembro, relatos davam conta de falta de água para consumo em um dia de valor extremo.

As denúncias que lideram a lista de reclamações são a proibição de acesso com garrafa de água (992), fornecimento de água insuficiente (889), ausência de fornecimento de água (868) e queixas de insuficiência do atendimento médico (566). Também foram citadas as dificuldades para obtenção de reembolso ou de contato com a empresa.

Wadih Damous, secretário nacional do Consumidor, diz que “o número de notificações mostra a importância e o alcance da plataforma consumidor.gov, que se tornou um instrumento útil e acessível aos cidadãos brasileiros”.

O governo editou que estabele que as empresas responsáveis pela produção de eventos devem garantir o acesso gratuito de garrafas de uso pessoal, contendo água para consumo no evento, devendo disponibilizar bebedouros ou realizar distribuição de embalagens com água adequada para consumo, mediante a instalação de “ilhas de hidratação” de fácil acesso a todos, em qualquer caso, sem custos adicionais ao consumidor.

Os organizadores também devem garantir a estrutura necessária para resgate de participantes. Cabe aos órgãos estaduais e municipais de defesa do consumidor realizar o acompanhamento dos preços da água mineral comercializada, a fim de coibir aumento abusivo de preços e ônus excessivo aos consumidores.

A empresa T4F (Time For Fan), produtora dos shows da cantora Taylor Swift no Brasil, foi notificada pela Senacon. No documento, o órgão pediu informações sobre acesso do público a pontos de distribuição de água, atendimento médico, informações sobre o socorro à jovem que faleceu após uma parada cardiorrespiratória, entre outros pontos.

Após resposta da empresa, a Senacon enviou nova notificação, questionando sobre a estrutura do evento. Frequentadores citaram queimaduras na pele ao tocarem em uma placa de metal instalada em frente ao palco.

É jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Cearense criado na capital federal, tem passagens pelo Poder360, Metrópoles e O Globo. Em São Paulo, foi trainee de O Estado de S. Paulo, produtor do Jornal da Record, da TV Record, e repórter da Consultor Jurídico. Está na Itatiaia desde novembro de 2023.
Leia mais