Ouvindo...

Times

O que é distúrbio de coagulação, condição que fez Tony Ramos passar por nova cirurgia

Tony Ramos, de 75 anos, foi submetido a uma nova cirurgia neste domingo (19), após apresentar distúrbios de coagulação que resultaram na formação de novos hematomas intracranianos

O ator Tony Ramos, de 75 anos, foi submetido a uma nova cirurgia neste domingo (19), após apresentar distúrbios de coagulação que resultaram na formação de novos hematomas intracranianos. Ele está internado no Hospital Samaritano Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.

Mas, afinal, o que são distúrbios de coagulação?

De acordo com o neurocirurgião Felipe Mendes, membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, distúrbios de coagulação são condições que afetam a capacidade do sangue de coagular de forma adequada, levando a sangramentos excessivos ou à formação de coágulos.

“As causas podem incluir fatores genéticos, doenças hepáticas, deficiências de vitaminas (como vitamina K), uso de medicamentos anticoagulantes, além de condições médicas como a dengue, por exemplo”, explicou.

O surgimento de hematomas como o de Tony são comuns no pós-operatório da primeira cirurgia que ele fez, para drenar um hematoma subdural. Segundo o neurocirurgião Rodrigo Faleiro, professor da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais, o cérebro demora um tempo até ocupar o espaço do hematoma, por isso, é possível surgir outro.

“Nesse período existe uma pequena taxa de re-expansão, ou reformação desse coágulo”
Rodrigo Faleiro, neurocirurgião e professor da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais
Leia também

Tony está internado no hospital desde quinta-feira (16). Ele precisou fazer uma nova cirurgia devido ao surgimento de hematomas nesse domingo (19). Segundo o último boletim médico, ele está bem, acordado e respira sem a ajuda de aparelhos. Nesta segunda-feira (20), ele foi submetido a uma tomografia que mostrou melhora na evolução do quadro clínico.

A existência de hematomas no cérebro pode ser perigosa porque causam aumento na pressão intracraniana, o que pode levar a danos cerebrais graves, conforme explicou Felipe. Entre os sintomas, estão dores de cabeça, confusão, perda de consciência, confusões, entre outros.

Os dois especialistas explicaram que podem ser realizadas duas cirurgias para tratar problemas como o de Tony. Segundo Felipe, uma delas é conhecida como craniotomia, uma abertura no crânio para acessar o hematoma e removê-lo. A outra, citada por Rodrigo, é quando o médico faz dois orifícios de trépanos, acessando a dura-mater (camada mais externa das três que envolvem o cérebro) e fazendo irrigação e lavagem no espaço onde estava o coágulo.

No pós-operatório, de acordo com Rodrigo, o paciente deve ficar de repouso, com a cabeceira baixa, sem se levantar muito ou sem ficar sentado. Segundo Felipe, o tempo de recuperação pode levar semanas a meses e, dependendo da gravidade de cada paciente, é necessário fazer reabilitação com fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia.

“O acompanhamento médico contínuo é essencial para monitorar a recuperação e prevenir complicações”
Felipe Mendes, neurocirurgião e membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia

Peça de teatro cancelada

Tony subiria ao palco do Teatro Toca nesta sexta e fim de semana com a atriz Denise Fraga, mas as apresentações foram canceladas. Os dois protagonizam a peça “O que só sabemos juntos”, que traz como temática a empatia.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais