Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Conselho de Ética: relatora vota a favor de representação contra Chiquinho Brazão, acusado da morte de Marielle

Representação pede cassação de Chiquinho Brazão, um dos suspeitos de mandar matar a vereadora carioca Marielle Franco; relatora é a deputada Jack Rocha (PT-ES)

A relatora do processo pela cassação de Chiquinho Brazão (Sem partido-RJ) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Jack Rocha (PT-ES) votou pela admissibilidade da representação contra ele por quebra de decoro parlamentar durante sessão desta quarta-feira (15).

Deputado federal com mandato pelo Rio de Janeiro, Brazão e o irmão Domingos Brazão são os principais suspeitos de ordenar o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco, morta em uma emboscada em março de 2018 — ocasião em que também foi executado o motorista Anderson Gomes.

Leia também

Os irmãos Brazão estão presos desde o último 24 de março. A prisão de Chiquinho, aliás, precisou ser submetida à análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e do plenário da Câmara dos Deputados; isto porque ele ainda detém mandato.

Agora, diante da apresentação do relatório da deputada Jack Rocha, os membros do Conselho de Ética votarão se aceitam ou não prosseguir com a representação contra Chiquinho Brazão. Se avançar, o colegiado instaura um processo para cassar o mandato do político carioca. Na sessão desta quarta-feira, Brazão negou as acusações.


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais