Ouvindo...

Times

Em evento no Planalto, Lula evita comentar ato realizado por Bolsonaro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou nesta segunda-feira (26) do lançamento do programa de Democratização dos Imóveis da União, no Palácio do Planalto. O presidente decidiu não responder a uma pergunta sobre o ato pró Bolsonaro, realizado na Avenida Paulista

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a cerimônia de lançamento do programa de Democratização dos Imóveis da União, nesta segunda-feira (26), no Palácio do Planalto, pouco depois de ser questionado sobre o ato realizado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), na Avenida Paulista. Lula não quis responder a uma pergunta sobre a avaliação dele em relação ao ato pró-Bolsonaro, que contou com a presença de parlamentares de partidos que integram a base do governo.

Os convidados do evento, no Planalto, proferiram uma vaia depois que o nome do ex-presidente Jair Bolsonaro foi mencionado pela repórter. A cerimônia de lançamento do programa de Democratização dos Imóveis da União, que começou pouco antes das 11h da manhã, foi restrita aos profissionais que realizam a cobertura jornalística do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, que é a pasta responsável pelo programa. O governo convidou políticos para a plateia, entre eles prefeitos e representantes de governadores, lideranças partidárias, incluindo o líder do governo no Congresso Nacional, senador Randolfe Rodrigues (sem partido), além de membros de movimentos sociais.

Após as vaias, Lula deixou o evento sem se despedir, algo que o presidente ainda não havia feito em coletivas de imprensa temáticas, no Planalto, com a presença de profissionais da imprensa. Segundo agenda divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Lula teve uma reunião, às 11h30, com a presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Elisabetta Recine.

Apenas o ministro da Casa Civil, Rui Costa, se manifestou sobre o ato bolsonarista de domingo (25), na Avenida Paulista. Na avaliação do ministro, Bolsonaro confessou a realização de atos criminosos contra a democracia em seu discurso para apoiadores, em São Paulo.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais