Ouvindo...

Times

Informações repassadas pelos Estados Unidos à Polícia Federal corroboram delação premiada de Mauro Cid

Diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, indicou que documentos sustentam versão de Cid sobre transações ilegais nos Estados Unidos

O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Andrei Rodrigues, afirmou que as informações repassadas pelos Estados Unidos no âmbito da investigação do escândalo das joias e dos relógios de luxo corroboram a delação premiada do tenente-coronel Mauro Cid, ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), durante os quatro anos de mandato à frente da presidência da República.

“Não posso citar detalhes da investigação. O que eu sei é que há, e são dados públicos, que houve, de fato, essas transações ilegais que estão sendo apuradas. Aqueles que, em alguma medida, têm participação serão responsabilizados”, disse em entrevista à CNN Brasil nesta sexta-feira (24). “Há muita consistência [na delação]. Há elementos já apontados que nos permitem confrontar com outras provas já colhidas e, de fato, há consistência. Há bons caminhos para as provas serem usadas nos autos”, completou.

Andrei Rodrigues declarou aguardar ainda o envio de documentos solicitados ao governo norte-americano sobre a negociação das peças de luxo desviadas do acervo da presidência da República. “É um processo lento que depende da autoridade central do outro país e da nossa autoridade central, que é o Departamento de Recuperação de Ativos do Ministério da Justiça”, detalhou. “É uma preocupação nossa garantir o regular e legal trâmite dos processos”, acrescentou.

O diretor-geral também detalhou que a Polícia Federal está concentrada em qualificar as provas obtidas. “O que posso dizer é que a investigação vai até o fim. Não vamos parar enquanto não desvendarmos e apurarmos cada uma das ações criminosas”, ressaltou.

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais