Ouvindo...

Times

Esposa e mãe de vítimas de implosão de submarino faz homenagem nas redes um ano após tragédia

Christine era casada com Shahzada Dawood e mãe de Suleman Dawood; os dois faziam parte do grupo de cinco passageiros que morreram em 18 de junho do ano passado

Um ano após a implosão do submarino Titan, que matou cinco bilionários que faziam uma expedição aos destroços do Titanic, a esposa e mãe de duas vítimas, Christine Dawood, prestou homenagem ao filho e ao marido nas redes sociais.

Christine era casada com Shahzada Dawood e mãe de Suleman Dawood. Os dois faziam parte do grupo de cinco passageiros que morreram em 18 de junho do ano passado na implosão do submarino.

“Quando as pessoas morrem, levam um pedaço de você. Sinto falta deles [Suleman e Shahzada] todos os dias, todas as horas, todos os minutos, eles nunca serão substituídos”, escreveu em uma postagem no Facebook.

Além de pai e filho, estavam Hamish Harding, Stockton Rush e Paul-Henri Nargeolet. Cada um deles havia pagado 250 mil dólares (R$ 1,19 milhão, na cotação atual) para a OceanGate, para ver os destroços. Uma hora e 45 minutos depois do início da expedição, o submarino desapareceu.

A força da pressão causou a implosão da estrutura do submersível. Os destroços foram descobertos 80h depois do desaparecimento, quando a reserva de oxigênio já estava no final. A suspeita é de que uma falha técnica ou negligência teria causado o problema na embarcação.

Leia também

Nova visita ao Titanic?

Os empresários Larry Connor e Patrick Lahey querem provar que a indústria de viagens submarinas está mais segura após a tragédia da OceanGate.

“Quero mostrar às pessoas em todo o mundo que, embora o oceano seja extremamente poderoso, ele pode ser maravilhoso, agradável e realmente mudar vidas se você fizer isso da maneira certa”, afirmou Larry ao jornal Wall Street Journal.

Os empresários planejam utilizar um submarino de 20 milhões de dólares (R$ 102 milhões, na cotação atual) chamado Triton 4000/2 Abyssal Explorer para realizar a viagem. A declaração ocorre um ano após cinco bilionários morrerem após um submarino implodir no fundo do mar em uma expedição ao Titanic.

Patrick foi um dos que acusaram OceanGate de ter padrões de segurança questionáveis.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais