Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Janja deixa Lula na Arábia Saudita e segue para Dubai

Palácio do Planalto informou que ela seguiu para os Emirados Árabes em voo comercial

Presidente Lula desembarcou sem a primeira-dama em Riade, na Arábia Saudita

Presidente Lula desembarcou sem a primeira-dama em Riade, na Arábia Saudita

Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já iniciou sua agenda de compromissos no Oriente Médio, onde deve ser sua última incursão internacional neste ano. Ao desembarcar em Riade, capital da Arábia Saudita, o petista posou para fotos com autoridades locais. Mas algo chama a atenção desde que a comitiva brasileira chegou às Arábias: onde está a primeira-dama, Janja?

Embora tenha saído do Brasil no avião presidencial, Rosângela da Silva não ficou em Riade. Janja desembarcou no aeroporto com Lula, mas seguiu em voo comercial rumo a Dubai, nos Emirados Árabes, onde, segundo o Palácio do Planalto, ela terá um compromisso com primeiras-damas de diversos países. Lula chega a Dubai apenas na quinta-feira (30), já para participar da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP-28. Antes disso, ele também passa pelo Catar, onde participa de um evento da Embraer.

Antes de sair do Brasil, de acordo com apuração da Itatiaia, o plano era que Janja participasse do jantar no Palácio Real da Arábia Saudita, cumprisse as agendas dos dias 28 e 29 com Lula e, na sequência, seguisse com o presidente para Dubai. No entanto, o planejamento não se confirmou e Lula passará dois dias sem a primeira-dama durante a missão.

Polêmica do governo passado
A Arábia Saudita, onde Lula está, ilustrou uma das principais controvérsias do governo passado. Em uma das viagens ao país, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e a primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) foram presenteados com jóias no valor de R$ 500 mil reais, que permaneceram com ela após o fim do mandato. A apropriação do presente dado ao Estado rendeu uma investigação contra o casal.

Já Lula se encontrou com o príncipe Mohamed Bin Salmn pela primeira vez em setembro deste ano, na Índia. Antes, havia desmarcado um jantar com o herdeiro na França. Após a reunião do G20, o Itamaraty informou que Lula não recebeu nenhum presente do líder árabe.

Contexto feminino
Até 2017, as mulheres não podiam tirar carteira de motorista na Arábia Saudita e precisavam de autorização dos maridos ou tutores para acessar serviços de saúde e educação. No país, as mulheres se vestem modestamente, com roupas longas e, normalmente, escuras. Cobrir a cabeça é recomendado, inclusive, para estrangeiras, a depender do lugar. Na cultura local, o véu é usado por motivos religiosos entre os muçulmanos e, também, como sinal de identidade.

Socióloga, Janja é defensora dos direitos das mulheres. Como não parou para agenda na Arábia Saudita, não será vista em fotos com autoridades do país considerado autoritário. Lula e os ministros seguem nas agendas locais, sem constrangimentos.

É jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Cearense criado na capital federal, tem passagens pelo Poder360, Metrópoles e O Globo. Em São Paulo, foi trainee de O Estado de S. Paulo, produtor do Jornal da Record, da TV Record, e repórter da Consultor Jurídico. Está na Itatiaia desde novembro de 2023.
Edilene Lopes é jornalista, repórter e colunista de política da Itatiaia, podcaster no “Abrindo o Jogo” e mestre em ciência política pela UFMG. Graduou-se pelo Uni-BH e diplomou-se em jornalismo digital pelo Centro Tecnológico de Monterrey (México). Na Itatiaia desde 2006, já foi produtora e apresentadora. Em 2016 foi eleita, pelo Troféu Mulher Imprensa, a melhor repórter de rádio do Brasil.
Leia mais