Ouça a rádio

Compartilhe

Fecomércio-MG avalia mudar composição de chapa única em eleição interna para evitar briga judicial

Alguns dos nomes são condenados e réus por má conduta sindical e, por isso, estariam inelegíveis

A direção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG) vai debater, na próxima quinta e sexta-feira (6), um pedido de impugnação da única chapa registrada para o processo eleitoral na entidade. Na avaliação dos autores do pedido, uma nova composição da chapa poderia evitar um mandato "marcado por disputas judiciais" na Fecomércio. 

As mudanças na chapa já devem ser colocadas em discussão na reunião dessa semana. O pedido de impugnação foi registrado por sindicatos e até por componentes da própria chapa.

Única a ser registrada para o pleito, a candidatura do grupo é encabeçada pelo presidente do Sindilojas Belo Horizonte, Nadim Elias Donato Filho.  

Entre as alegações para a impugnação, constam que alguns dos nomes da chapa são condenados e réus por má conduta sindical e, por isso, estariam inelegíveis. 

Leia Mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Bolsonaro critica paridade de preços internacionais na Petrobras

INVESTIGAÇÃO

Contador ligado a Lula é suspeito de lavar R$ 16 milhões em loteria com PCC

Eleição 2022

Eduardo Leite anuncia que vai disputar o governo do Rio Grande do Sul pelo PSDB

MINISTRO SOLTO

Bolsonaro minimiza prisão de Milton Ribeiro: 'não foi corrupção, foi tráfico de influência. É comum'

'ABRINDO O JOGO'

André Janones quer taxar fortunas e diz que Gusttavo Lima se escondeu ‘embaixo da cama’

Acesso rápido