Ouvindo...

Times

Secretário de Política Agrícola, Neri Geller é exonerado após polêmica em leilão do arroz

Segundo o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, Geller pediu a exoneração nesta terça, e o pedido foi aceito

O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, confirmou nesta terça-feira (11) que o leilão para compra de arroz importado, realizado na última quinta-feira (6), está anulado. Além disso, também foi confirmada a exoneração do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, nome forte do agronegócio.

Um dos sócios da empresa que venceu um dos lotes do leilão é Robson Luiz de Almeida França, que atuou como assessor de Geller quando o político ainda atuava como deputado federal. Apesar de nenhuma irregularidade ter sido apontada, a preocupação está no fato de França ser sócio da Foco Corretora de Grãos - empresa responsável por arrematar 11 lotes do leilão para compra de arroz.

Leia também

Além disso, França também é sócio do filho de Geller em uma empresa responsável por intermediar negócios agrícolas. Segundo o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, Geller pediu a exoneração nesta terça e o pedido foi aceito.

“Hoje pela manhã o secretário Neri Geller me comunicou, fez uma ponderação, quando filho dele estabeleceu sociedade com esta corretora do Mato Grosso, ele não era secretário de política agrícola. Não há fato que desabone ou que gere qualquer tipo de suspeita, mas que de fato gerou transtorno, e por isso colocou cargo à disposição”, disse Fávaro.


Participe dos canais da Itatiaia:

Repórter da Rádio Itatiaia em Brasília atuando na cobertura política dos Três Poderes. Mineiro formado pela PUC Minas Gerais, já teve passagens como repórter e apresentador pela Rádio BandNews FM, Jornal Metro e O Tempo. Vencedor do prêmio CDL de Jornalismo em 2021 e Amagis 2022 na categoria rádio.
Leia mais