Ouvindo...

Times

Vereadores rejeitam abertura de processo de impeachment do prefeito de Porto Alegre

Sebastião Melo (MDB) foi acusado de ‘negligência’ na manutenção dos sistemas de bombeamento de água; cidade foi recentemente assolada por chuvas

A Câmara Municipal de Porto Alegre rejeitou um pedido de abertura de processo de impeachment contra o prefeito da cidade, Sebastião Melo (MDB). A solicitação foi arquivada pelos vereadores nessa quarta-feira (29), em sessão extraordinária. Na peça, apresentada a reboque dos temporais que atingiram a capital gaúcha e outras cidades do estado recentemente, Melo era acusado de “negligência no cuidado das estações de bombeamento e do sistema de drenagem urbana”.

O pedido de impeachment foi protocolado por Brunno Mattos da Silva, filiado ao PT em Porto Alegre. Dez parlamentares votaram favoravelmente à abertura do processo de impedimento. Houve 25 votos contrários.

Segundo Mattos, os problemas no bombeamento das águas causaram o “maior desastre ambiental e climático da história de Porto Alegre”.

Leia também

“As falhas das estações e bombas alagaram bairros inteiros que não seriam alagados, uma vez que a cota de inundação máxima do sistema – 6 metros – não foi atingida e a água não passou por cima do muro da Mauá”, lê-se em trecho do pedido de impeachment.

Foi o primeiro pedido de impeachment contra Melo, que assumiu a Prefeitura de Porto Alegre em 2021. Ele poderá tentar a reeleição no pleito de outubro deste ano.

473 cidades afetadas

Segundo o mais recente balanço da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, 473 das 497 cidades gaúchas foram atingidas pelas chuvas. Cento e sessenta e nove mortes foram confirmadas por causa dos temporais.

Mais de 2,3 milhões de pessoas foram afetadas pelo desastre natural. Mais de 47 mil cidadãos gaúchos foram alojados em abrigos.


Participe dos canais da Itatiaia:

Graduado em Jornalismo, é repórter de Política na Itatiaia. Antes, foi repórter especial do Estado de Minas e participante do podcast de Política do Portal Uai. Tem passagem, também, pelo Superesportes.
Leia mais