Ouvindo...

Times

Projeto que reajusta salários dos servidores de Minas é aprovado por primeira comissão na Assembleia

Texto propõe aumento salarial 3,62%, índice inferior à inflação oficial do ano passado

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou, nesta terça-feira (21), o projeto de lei que concede reajuste salarial de 3,62% aos servidores públicos civis e militares do estado.

Agora, o texto passará pelas comissões de Administração Pública (APU) e Fiscalização Financeira e Orçamentária (FFO). No plenário, serão dois turnos de votação.

O índice de recomposição salarial proposto pelo governador Romeu Zema (Novo) é inferior à inflação oficial do ano passado, que ficou em 4,62%.

A votação na CCJ aconteceu em meio a protestos de servidores da segurança pública, que estiveram nas dependências da Casa Legislativa. Além de cobrarem aumento superior a 3,62%, eles se posicionaram contrariamente a outro projeto do governo que está na comissão, ampliando a contribuição previdenciária dos militares.

Esse texto acabou não votado nesta terça, assim como o PL que amplia as alíquotas impostas aos usuários do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg).

Em meio à insatisfação dos componentes das tropas, o deputado Sargento Rodrigues (PL) apresentou emenda ao projeto do reajuste geral para aumentar, em 10,67%, os vencimentos dos militares. A sugestão acabou barrada.

Há a expectativa para que, ainda nesta terça, os integrantes do colegiado de Administração Pública se reúnam para analisar o reajuste.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Graduado em Jornalismo, é repórter de Política na Itatiaia. Antes, foi repórter especial do Estado de Minas e participante do podcast de Política do Portal Uai. Tem passagem, também, pelo Superesportes.
Leia mais