Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Fuad Noman vai prestar contas à Câmara Municipal nesta quarta (27)

Prefeito de Belo Horizonte foi convocado pelos vereadores e é obrigado a comparecer ao Legislativo municipal para fazer balanço da sua gestão em 2023

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), vai prestar contas sobre a gestão do Executivo no ano passado em sessão marcada para a manhã desta quarta-feira (27). A visita acontece pouco tempo depois de uma reunião que marcou a promessa de comunicação mais aberta com parlamentares, principalmente da oposição.

A apresentação de contas aos vereadores é uma obrigação legal do chefe do Executivo. O prefeito vai apresentar um balanço sobre a arrecadação e a despesa da cidade em 2023, além de apontar as principais ações de sua gestão.

Os vereadores podem questionar ou fazer considerações sobre os dados informados pelo prefeito. Temas como a destinação do terreno onde funcionava o aeroporto Carlos Prates para a construção de moradias populares, a fiscalização dos ônibus e obras contra enchentes devem ser discutidas no Parlamento municipal.

Nos bastidores, vereadores também preparam questionamentos sobre corte de árvores na cidade, e execução de emendas impositivas. Outro assunto que deve ser frequente na rodada de perguntas de vereadores é sobre a situação econômica do município. No ano passado, parlamentares receberam a Lei Orçamentária Anual de 2024 com indicação de déficit nas contas públicas de mais de R$ 180 milhões.

Clima mais ameno

A relação entre Fuad e os vereadores melhorou no ano passado, depois que o prefeito se aproximou do grupo que ficou conhecido como “família Aro” - que tem o secretário de Estado de Casa Civil, Marcelo Aro, como líder informal.

No entanto, a relação de Fuad com o presidente da Câmara, Gabriel Azevedo (MDB), piorou significativamente em 2023. Eles chegaram a trocar críticas e até xingamentos públicos no ano passado. Os dois são pré-candidatos na eleição de BH e devem estar em lados opostos na disputa.

Na semana passada, porém, uma reunião na PBH indicou uma ‘trégua’ no clima bélico entre os chefes do Executivo e Legislativo da capital mineira.

Leia também

Participe dos canais da Itatiaia:

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Jornalista graduado pela PUC Minas; atua como apresentador, repórter e produtor na Rádio Itatiaia em Belo Horizonte desde 2019; repórter setorista da Câmara Municipal de Belo Horizonte.
Leia mais