Ouvindo...

Times

Lira cobra envio de recursos federais para construção de casas em Maceió

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), conversou nesta sexta-feira (1) com o presidente em exercício, Geraldo Alckmin, sobre a situação de Maceió

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, cobrou o envio de recursos federais para Maceió, através da edição de uma medida provisória, para a construção de casas populares. Lira conversou por telefone, nesta sexta-feira (1), com o presidente em exercício, Geraldo Alckmin (PSB), sobre a situação da capital alagoana, que teve o estado de emergência decretado, pela prefeitura, por 180 dias devido ao risco de colapso de uma mina de exploração de sal-gema, que é de responsabilidade da Braskem. “A vida das pessoas está como prioridade. Hoje, cumprindo a nossa missão, falamos com o presidente Alckmin. Ele nos reportou de uma medida que já havia tomado em favor de Maceió, mas nós dissemos que precisamos de muito mais”, destacou Lira.

O presidente da Câmara destacou que o déficit habitacional é grande na capital alagoana, e lembrou que a cidade precisa de, pelo menos, 2,3 mil casas para retirar pessoas das áreas de risco. “Vamos trabalhar mais duramente para que essa medida provisória seja editada, e que trate de diminuir a defasagem de moradias em Maceió”, enfatizou.

Lira já havia utilizado as redes sociais para cobrar apoio do governo federal com o envio de recursos para que a Prefeitura de Maceió tenha condições de atender a população afetada.

O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, reconheceu nesta sexta-feira (1) a situação de emergência em Maceió, que corre risco iminente de abertura de crateras por conta da possibilidade de colapso de uma mina de exploração de sal-gema, explorada pela Braskem.

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais