Ouvindo...

Times

“Não há previsão no curto prazo de saídas de brasileiros de Gaza”, diz à CNN embaixador no Egito

Segundo ele, apesar da dificuldade, a operação está montada, mas ainda não há um entendimento entre Egito, Israel e as autoridades de fato de Gaza para que isso ocorra

O embaixador do Brasil no Egito, Paulino de Carvalho Neto, disse à CNN nesta segunda-feira (30) não haver previsão no “curtíssimo prazo” de saída dos 34 brasileiros da Faixa de Gaza.

“Não dá para prever quando será. Não há previsão de que isso ocorra tão cedo. Não há prazo estipulado para eles saírem. Não há previsão no curtíssimo prazo de que eles sejam retirados de lá. Hoje não há a menor condição para retirá-los”, afirmou.

Segundo ele, apesar da dificuldade, a operação está montada. “Nossa prioridade é essa retirada, mas ainda não há um entendimento entre Egito, Israel e as autoridades de fato de Gaza para que isso ocorra. Da nossa parte tem tudo pronto. Transporte contratado, pessoal que vai pra fronteira para recebê-los”.

Questionado por que o Egito resiste a abrir a fronteira, ele disse haver receio com a entrada de terroristas na região do Sinai. “É uma região sensível. Eu mesmo tentei chegar por duas vezes a fronteira, mas está tudo bloqueado. A região da fronteira é super controlada, sempre foi, pois sempre houve focos de insurreição”, afirmou.

Na percepção do embaixador, a saída dos brasileiros e dos demais estrangeiros de Gaza será possível quando houver um pacote único de negociações que envolva Israel, Egito e as autoridades de Gaza dentro de uma perspectiva de cessar-fogo.

“A eventual saída eu acredito que se dará dentro de um pacote único que envolva os interesses de todos os envolvidos no conflito, principalmente entre israelenses e palestinos”, acrescentou.

Acompanhe as últimas notícias produzidas pela CNN Brasil, publicadas na Itatiaia.
Leia mais