Ouvindo...

Times

Lula decidiu convidar Fufuca e Costa Filho para ministérios, confirma Padilha

Ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, confirmou intenção do presidente Lula (PT) de convidar deputados do PP e do Republicanos para o Governo Federal

Após longa negociação com o Centrão para a troca de Daniela Carneiro (União-RJ) por Celso Sabino (União-PA) no Ministério do Turismo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cederá outras duas pastas para acolher os desejos dos partidos do bloco na Câmara dos Deputados. À noite de sexta-feira (4), o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, atestou que o petista irá convidar os parlamentares André Fufuca (PP-MA) e Sílvio Costa Filho (Republicanos-PE) para chefiar pastas na Esplanada dos Ministérios. Padilha, entretanto, não indicou em quais ministérios as trocas acontecerão.

“Tem uma decisão do presidente Lula de trazer esses dois parlamentares [Fufuca e Costa Filho] que representam bancadas importantes no Congresso Nacional. Mais do que elas, podem atrair outros parlamentares, trazê-los para o governo, convidá-los para ocupar postos de ministérios. São parlamentares que só podem vir para ocupar ministérios”, declarou. Padilha citou a importância da articulação entre o Governo Federal e o Centrão para aprovação de pautas na Câmara.

“Acreditamos que podem [bancadas de Centrão na Câmara dos Deputados] contribuir ainda mais na agenda prioritária do governo para o segundo semestre com a conclusão da votação da reforma tributária e do marco fiscal, a votação do orçamento…", afirmou. O apoio de PP e Republicanos é necessário para Lula constituir base de deputados na Casa. Os dois partidos concentram 90 cadeiras na Câmara dos Deputados.

As entradas de André Fufuca, líder do PP na Câmara, e Sílvio Costa Filho na Esplanada dos Ministérios são tratadas como certeza pelas siglas ligadas ao Centrão há cerca de um mês, quando Padilha se reuniu com eles para adiantar a articulação política, no Palácio do Planalto, em Brasília. A conclusão da negociação se arrastará por mais alguns dias em função da agenda do presidente Lula (PT) na Cúpula da Amazônia, e a previsão é que as mudanças aconteçam apenas após 10 de agosto.

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais