Ouvindo...

Times

Fala de Lula comparando governo Bolsonaro com nazismo rende críticas ao petista nas redes

Declaração de Lula em congresso de estudantes gerou críticas de aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro

A declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comparando os quatros anos do governo Jair Bolsonaro (PL) com o nazismo, durante evento da União Nacional dos Estudantes (UNE) na noite de quinta-feira (14), repercutiu nas redes sociais e rendeu várias críticas de apoiadores do ex-presidente.

Mesmo sem citar diretamente Bolsonaro, Lula fez referência ao governo do antecessor e afirmou que o Brasil precisa voltar a respeitar a democracia e a pluralidade.

“Voltei à presidência pela luta de vocês junto a mim, para recuperarmos esse país. Vocês precisam compreender a importância da democracia. Vocês conheceram, em quatro anos, o nazismo e o fascismo. Viram com pode-se destruir a democracia em quatro anos. Aprendemos que a democracia pode não ser a coisa mais perfeita, mas não há nada como ela, em que podemos ver a pluralidade”, afirmou Lula aos estudantes.

‘Cultura da desumanização’

O senador Rogério Marinho (PL), líder da oposição no Senado, lamentou a fala de Lula e afirmou que o “padrão PT” de atacar os adversários adota a “cultura da desumanização”.

“Joseph Goebbels: ‘De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade’. A cultura da desumanização do adversário, do ataque e desmoralização de seu legado, da tentativa permanente de impor narrativas, perseguir, censurar e caluniar . Padrão PT”, escreveu o senador.

O nazismo foi um movimento político alemão marcado por ideais extremistas e que defendia o extermínio de outras raças. O regime cometeu crimes e atrocidades nas décadas de 1930 e 1940, sendo responsável pela morte de milhões de judeus na Europa.

Para o professor de Filosofia e Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Gustavo Castañon, a declaração de Lula associando o governo Bolsonaro com o nazismo foi “irresponsável” e “nojenta”.

“A declaração de Lula de que o Brasil conheceu o fascismo e o nazismo no governo passado é mais do que irresponsável, é nojenta. Além de normalizar essas máquinas de morte e repressão. Não adianta, ele não vai iludir a opinião pública com esse espantalho, ele vai ter que governar”, escreveu o professor.

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Leia mais