Ouvindo...

Times

Piso da enfermagem: saiba os próximos passos para o aumento dos salários de enfermeiros

Projeto que libera R$ 7,3 bilhões deve ser sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e regras serão detalhadas em MP

Aprovado pelo Congresso Nacional nesta quarta-feira (26), o projeto que libera R$ 7,3 bilhões para o pagamento do piso nacional da enfermagem ainda terá que passar por algumas etapas até que enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem tenham algum reajuste em seus vencimentos.

O texto precisa ainda ser sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governo federal deve editar uma Medida Provisória detalhando as regras para a divisão dos R$ 7,3 bilhões liberados.

Como na rede pública há profissionais que trabalham para estados e municípios, serão feitos repasses para os entes federados.

De acordo com o projeto aprovado pelo Congresso, os valores dos pisos serão de:

  • Enfermeiros – R$ 4.750

  • Técnicos de enfermagem – R$ 3.325

  • Auxiliares de enfermagem – R$ 2.375

  • Parteiras – R$ 2.375

O valor aprovado nesta semana prevê o pagamento do valor mínimo para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras para este ano, mas ainda serão feitas discussões sobre o custeio nos próximos anos.

O pagamento do piso está suspenso por uma decisão do Supremo Tribunal Federal, mas com a aprovação do projeto que prevê a fonte de recursos pelo Poder Legislativo há a expectativa de deputados e senadores que o Judiciário deve rever a suspensão.

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Leia mais