Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Receita de nhoque di Malga, do chef Stefano Pollaccia

No Dia do Imigrante Italiano, confira receita de nhoque di Malga

Pouca gente sabe, mas hoje é o Dia do Imigrante Italiano. Pouca gente também sabe que cerca de 30% da população de Belo Horizonte têm ascendência italiana, sendo assim uma das capitais mais italianas do Brasil.

A primeira leva de imigrantes no país data de 1874 e a chegada dos italianos se mistura à própria construção da capital mineira. Minas Gerais estava em plena expansão da lavoura cafeeira e, por isso, se tornou um dos principais destinos dos imigrantes em busca de novas oportunidades.

Leia também

Como a construção da nova capital demandava mão de obra qualificada para erguer os palácios administrativos, aqueles ao redor da Praça da Liberdade, acabou que muitos desses italianos, que estavam no campo, voltaram a trabalhar em suas áreas de atuação na Europa, como engenheiros, carpinteiros e artistas.

Além disso, o povo italiano também influenciou muito na nossa cultura, incluindo aí a alimentar. Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães e Bolos Industrializados (Abimapi), o macarrão está presente em 98,8% dos lares brasileiros.

E para homenagear os caros italianos, preparamos um vídeo com a receita de um Nhoque di Malga do Chef Stefano Pollaccia.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Carolina Daher é jornalista, curadora do Fartura - Comidas do Brasil. Colunista da Revista Encontro, é responsável pela Encontro Gastrô, maior premiação gastronômica de Belo Horizonte. Escreve sobre cultura alimentar para CNN. Com passagens pelas revistas Veja, Playboy e Estilo vive nas Gerais e caminha pelo mundo em busca de histórias e sabores. Formada em gastronomia, é pesquisadora e cozinheira de comida boa.
Leia mais