Ouça a rádio

Compartilhe

Vai ser preciso pagar mais para usar o 5G?

Cada operadora tem uma política diferente para a oferta do sinal da nova rede

Em alguns casos, não há cobrança extra para o uso da nova tecnologia

A tecnologia 5G está sendo ativada progressivamente nas capitais brasileiras: nesta sexta-feira (29), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS) receberam o sinal da nova rede. Neste primeiro momento, enquanto a cobertura ainda é limitada a apenas alguns bairros, as operadoras têm mantido os preços dos pacotes. 

Quando o alcance do sinal for expandido, isso pode mudar. Existem, basicamente, três opções de 5G: 

  • 5G DSS: com equipamento e faixas de frequências do 4G, tem velocidades de cerca de 100 Mbps; 

  • 5G Non Standalone (NSA): opera na frequência do 5G, mas utiliza parte da rede 4G, o que garante alta velocidade, mas não tempo de resposta (latência) ainda não muito baixo;

  • 5G Standalone (SA): conhecido como 5G puro, tem infraestrutura dedicada ao 5G e oferece alta velocidade e baixa latência. As operadoras terão redes com NSA e SA.

Como vai ser a cobrança?

As empresas de telefonia móvel vão oferecer as diferentes opções de 5G. E, para cada uma delas, o procedimento pode ser diferente. Confira a seguir.

Claro

Segundo a operadora, não deve haver cobrança extra para o uso do 5G. Nas cidades em que 5G já está habilitado, a rede é NSA — com isso, para usar a rede, não é necessário trocar de chip, basta ter um celular compatível. A operadora não deu mais detalhes sobre a chegada das redes SA nem sobre os preços dos pacotes para essa opção.

Na TIM, o uso do 5G não requer a troca de chip

TIM

O uso das redes 5G NSA será gratuito. Já para navegar na rede 5G SA, clientes dos planos TIM Black e TIM Black Família (pós-pagos) terão de pagar adicional de R$ 20 mensais. O extra inclui 50 GB de dados a mais e navegação ilimitada na plataforma Twitch. A operadora diz que novos benefícios serão incluídos futuramente, como cloud gaming, realidade aumentada e realidade virtual. Para novos clientes, o benefício, quando lançado, não terá custo adicional por 12 meses se contratado nos três primeiros meses da oferta. Na TIM, a troca do chip não é necessária para nenhuma das redes. 

Vivo

A operadora não vai cobrar pelo uso do 5G nas redes NSA: todos os clientes com dispositivos 5G podem usar o sinal. Já para navegar na infraestrutura SA, vai ser preciso adquirir um chip novo — a operadora não informa o preço da troca.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store