Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Consumidores mineiros escolhem os melhores cafés do Prêmio CNA Brasil; entenda

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) realizou ação no shopping Boulevard onde os visitantes puderam degustar e escolher melhores cafés especiais torrados do país

Uma ação diferente chamou a atenção de quem passou pelo Boulevard Shopping, ontem (14) em Belo Horizonte. É que a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil escolheu a capital mineira para realizar a etapa do júri popular do Prêmio CNA Brasil Artesanal que vai escolher os melhores cafés especiais torrados do país.

Na próxima etapa, os cinco cafés de cada categoria vão passar pela análise da história dos produtos (sem identificação desses) que será analisada por um júri composto por colaboradores do Sistema CNA. Eles darão notas que serão somadas às notas de outras etapas. Os vencedores serão conhecidos em cerimônia que será realizada na sede da CNA, em Brasília, no próximo dia 23. Os primeiros colocados vão receber prêmios em dinheiro, certificados e selos.

No Boulevard, consumidores experimentaram dez marcas de cafés especiais torrados, distribuídos na categoria arábico (5) e canéfora (5). Os produtos haviam sido selecionados por um júri técnico que analisou 232 amostras de cafés especiais.

O presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo, esteve presente no evento, experimentou os produtos e destacou que a instituição e a CNA vão continuar atuando juntas pela valorização do que é produzido no campo.

“Temos que despertar o paladar do mineiro e do brasileiro para os cafés especiais, para que a gente possa continuar agregando valor, melhorando a renda e a vida de todos que estão no campo, além de trazer uma bebida de alta qualidade para o consumidor”, disse.

‘Consciência de como são produzidos os cafés’

O administrador de empresas Fernando Ferreira participou da degustação e disse ser importante trazer para o público os diferenciais dos cafés brasileiros.

“É uma forma de levar para os consumidores a consciência de como é produzido em todos os estágios, no manejo, na preparação, no cuidado lá na propriedade, além de mostrar o trabalho que o Senar faz”, disse Ferreira.

A assessora técnica da CNA, Fernanda Regina, afirmou ser “uma grande satisfação trazer para Belo Horizonte a etapa do júri popular. Essa etapa é um diferencial do concurso, pois quem participa da votação são as pessoas que compram e consomem os cafés”.

A iniciativa faz parte do Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que oferece soluções e alternativas ao pequeno e médio produtor rural para auxiliar na sua profissionalização e na capacidade de agregar valor a esses tipos de alimentos.

O prêmio de cafés especiais torrados é uma realização da CNA em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) e Helga Andrade – Especialista em Cafés. A ação em Belo Horizonte contou com o apoio do Sistema Faemg Senar.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Maria Teresa Leal é jornalista, pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação pela PUC Minas. Trabalhou nos jornais ‘Hoje em Dia’ e ‘O Tempo’ e foi analista de comunicação na Federação da Agricultura e Pecuária de MG.



Leia mais