Ouvindo...

Times

Itamaraty elabora segunda lista de repatriação da Faixa de Gaza com avós e irmãos de brasileiros

Primeiro voo com repatriados brasileiros pousou na Base Aérea de Brasília na segunda-feira passada (13), cerca de um mês após o início da guerra entre Israel e Hamas

Uma semana após os primeiros repatriados brasileiros da Faixa de Gaza chegarem em Brasília, o Ministério das Relações Exteriores trabalha com uma segunda lista de nacionais que serão retirados do território em guerra. Até esta segunda-feira (20), o documento contém 55 nomes e inclui, além dos brasileiros, avós e irmãos mais velhos, segundo noticiou a CNN.

Essa lista construída pelo Itamaraty já chegou às mãos dos embaixadores brasileiros na região, que vão solicitar aos governos de Israel e Egito autorização para permitir a travessia dessas pessoas pela passagem de Rafah, na fronteira de Gaza com o território egípcio.

Primeiro avião com brasileiros repatriados da Faixa de Gaza

O primeiro grupo de brasileiros repatriados da Faixa de Gaza chegou ao país há uma semana, na última segunda-feira (13). Um mês após o ataque do Hamas a Israel e o início da contraofensiva das forças israelenses, essas pessoas ainda permaneciam presas na Faixa de Gaza. A única saída possível é pela passagem de Rafah, na fronteira com o Egito, e a travessia de estrangeiros foi permitida apenas a partir de 1º de novembro. A retirada dos brasileiros precisou ser negociada pelo Ministério das Relações Exteriores com os ministros de Israel e do Egito.

Depois que os nacionais partiram do Egito em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu o tom contra os ataques de Israel direcionados a Gaza. “A solução do Estado de Israel é tão grave quanto a [ação] do Hamas, porque eles estão matando inocentes sem nenhum critério. Sem nenhum critério, sabe? Jogam bombas onde tem crianças, onde tem hospitais sob o pretexto de que terroristas estão lá. Não tem explicação”, disse em evento no dia 13.

Também na data, Lula afirmou que todos os brasileiros que desejassem deixar a Palestina, seriam retirados. “Nós não vamos deixar nenhum brasileiro se ele quiser voltar. Vamos encontrar soluções”, disse o presidente.

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais