Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

O que é o “Domo de Ferro” e como funciona o sistema de proteção de Israel contra ataques

O que você precisa saber sobre o sistema de segurança de Israel contra ataques de seus inimigos vizinhos

Domo de Ferro é o sistema de defesa aérea de Israel que interceptou milhares de foguetes de seus inimigos e que foi importante serviço de defesa nos ataques do Irã neste sábado (13).

Ele foi lançado em 2011 e oferece proteção importante a Israel em tempos de conflito. Ele é utilizado, principalmente, contra os ataques vindos de Gaza e do Líbano, que acontecem quase diariamente desde o início da guerra.

Leia também

Como foi desenvolvida o Domo de Ferro?

Israel desenvolveu inicialmente o “Domo de Ferro” sozinho após a guerra do Líbano em 2006, mas depois os Estados Unidos aderiram ao projeto, fornecendo conhecimentos especializados em defesa e bilhões de dólares em apoio financeiro.

O sistema tem uma taxa de interceptação em torno de 90%, segundo a empresa militar israelense Rafael, que participou de seu projeto.

Como é a estrutura e seu funcionamento?

  1. Um sistema em três partes: O “Domo de Ferro” é um dos elementos do sistema de defesa antimísseis israelense, que possui vários níveis. Foi projetada para derrubar foguetes com alcance de até 70 quilômetros.

    Cada bateria deste “Domo de Ferro” é composta de três partes principais: um sistema de detecção por radar, um computador que calcula a trajetória do foguete que se aproxima e um lançador que dispara interceptadores se o foguete tiver probabilidade de atingir uma área construída ou estratégica.

    Além disso, Israel possui outros sistemas de defesa antimísseis, como o Arrow, que atua contra mísseis balísticos, e o sistema David’s Sling, cujo objetivo é neutralizar ataques de foguetes ou mísseis de médio alcance.

  2. Quanto custa? A produção de cada interceptor do “Domo de Ferro” custa entre 40 mil e 50 mil dólares (entre 205,4 mil 256,7 mil reais na cotação atual), segundo o Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, com sede em Washington.

    Esse instituto estima que fabricar um sistema completo, com radar, computador e três ou quatro lançadores - cada um deles, com até 20 interceptadores - custe cerca de 100 milhões de dólares (513,5 milhões de reais).

    Israel possui 10 sistemas deste tipo, segundo o grupo americano de aeronáutica e defesa RTX, que participa da construção do “Domo de Ferro”. De acordo com outras estimativas, o número poderia ser ligeiramente maior.

  3. Apoio dos Estados Unidos. O sistema “Domo de Ferro” é um dos pilares estratégicos da aliança entre Estados Unidos e Israel e tem sido apoiado por sucessivas administrações democratas e republicanas.

    Em agosto de 2019, o Exército americano assinou um contrato para a compra de duas baterias do “Domo de Ferro” para reforçar as suas próprias capacidades de defesa antimísseis de curto alcance.


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais