Ouça a rádio

Compartilhe

Ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro é preso em operação da Polícia Federal

PF investiga 'Balcão do MEC', esquema de liberação de verbas a pedido de pastores aliados

Ribeiro deixou o Ministério em março quando as denúncias foram divulgadas pela imprensa

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso, nesta quarta-feira (22), em uma operação da Polícia Federal que investiga liberação de verbas no MEC condicionadas à atuação de pastores. Os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, apontados como lobistas, também são alvo de mandados de prisão.

Batizada de Acesso Pago, a investigação apura a prática de "tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos" do FNDE.

Os agentes também cumprem mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-ministro e aos pastores Gilmar Santos e Arliton Moura, apontados como lobistas que atuavam no Ministério.

Os pastores são suspeitos de negociar a liberação de recursos federais mesmo sem ocupar cargos no governo.

Em uma gravação divulgada pela Folha de São Paulo, em março de 2022, Ribeiro afirmou que priorizava pedidos de amigos de pastores por solicitação de Bolsonaro, e cita pedidos de apoio para construção de igrejas. No fim do mês, Milton Ribeiro deixou o comando do Ministério da Educação.

A defesa do ex-ministro ainda não se pronunciou sobre a prisão.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido