Ouvindo...

Times

Conteúdo Patrocinado

Uma noite nos planetários de Minas Gerais

Observações noturnas nos planetários de Belo Horizonte misturam conhecimento e diversão.

Patrocinado por

Enquanto as viagens de foguete ainda não são uma realidade possível para boa parte do mundo, a observação noturna é a melhor forma de aprender um pouco mais sobre segredos do universo. E é possível fazer isso a preços populares aqui mesmo em BH.

Durante mais de 10 anos, o planetário localizado no Espaço de Conhecimento da UFMG era a única opção para quem queria ver estrelas, astros e planetas. Eecentemente, Belo Horizonte ganhou mais um espaço de observação: o Planetário da PUC Minas foi inaugurado em abril deste ano no Museu de Ciências Naturais da universidade católica.

Experiências nos planetários

Ambos os planetários de BH trabalham com projeções em uma sala de domo, promovendo uma experiência imersiva em relação a estímulos visuais e auditivos.

Esse evento interno nos planetários, por si só, já proporciona uma vivência que convida os visitantes a enxergarem o tamanho e magnitude do universo. Mas carregar consigo a capacidade de olhar para o céu e ver esses corpos celestes por conta própria também tem seu valor.

E é nisso que consiste a observação noturna. Tanto o planetário da UFMG, quanto o da PUC, promovem uma agenda com um viés educativo. A ideia é que o público aprenda a identificar constelações e planetas sem necessariamente ter o auxílio de um equipamento como o telescópio – embora algumas das sessões também ofereçam esse recurso.

Conhecimento astronômico

Os planetários mostram projeções de planetas, estrelas, astros, constelações, e outros elementos que fazem parte do universo astronômico.

Muitas vezes, as sessões são temáticas e pensadas para combinar diferentes elementos com astronomia – por exemplo, saberes indígenas, ou como o movimento de astros influenciavam a cultura maia. Além das projeções educativas e 3D, exibições de filmes sobre o universo também fazem parte da programação dos planetários.

Visitas noturnas aos planetários

Em ambos os planetários da cidade, o público pode aproveitar sessões noturnas aos sábados à noite. Esse é um artifício para permitir a visita de mais pessoas que, durante a semana, têm horários mais restritos.

Tanto para o planetário da PUC, quanto da UFMG, as sessões com o céu da noite normalmente são comentadas por profissionais de astronomia e física. Nelas, são compartilhadas instruções de como observar o céu noturno, reconhecer constelações e objetos de interesse – tanto os que são visíveis a olho nu, quanto observados via telescópio.

De acordo com a programação semanal disponibilizada, sessões temáticas também podem acontecer na observação do céu noturno.

Os visitantes podem escolher sessões em diferentes horários, normalmente a partir das 19h – que é quando o sol já se pôs. Vale a pena ficar de olho na programação de cada planetário, já que eventos gratuitos são, vez ou outra, oferecidos para o público.

Leia também

Conheça os planetários de Belo Horizonte

PUC

  • Lotação: para até 80 pessoas
  • Domo: 10 metros de diâmetro
  • Localização: Museu de Ciências Naturais (campus Coração Eucarístico): R. Dom José Gaspar, 500, bairro Coração Eucarístico
  • Tem observação noturna? Sim, normalmente às quintas-feiras e sábados. Dependendo do ingresso adquirido, o público da exibição Céu da Noite pode também aproveitar a visita para passear pelo Museu de Ciências Naturais.

UFMG

  • Lotação: para até 65 pessoas
  • Domo: 9 metros de diâmetro
  • Localização: Espaço do Conhecimento UFMG: Praça da Liberdade, 700, bairro Funcionários
  • Tem observação noturna? Sim, normalmente aos sábados. As sessões noturnas do planetário acontecem aos sábados, a partir das 19h. A condição climática influencia a sessão; por isso, acompanhe os canais oficiais do Espaço do Conhecimento para confirmar que a observação tem condições para acontecer.

Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais