Ouvindo...

Times

MG: mulher é indiciada após inventar agressão para incriminar ex-companheiro

Suspeita, de 48 anos, acusou homem de 60 anos de arrombar sua casa, agarrá-la e tentar beijá-la a força; falso agressor chegou a ser preso em João Pinheiro, na região Noroeste de Minas

Uma mulher de 48 anos foi indiciada por denunciação caluniosa após a Polícia Civil descobrir que a acusação feita por ela contra o ex-companheiro, de 60 anos, era falsa. O falso agressor chegou a ser preso após as primeiras denúncias. O caso aconteceu em João Pinheiro, na região Noroeste de Minas Gerais.

A mulher havia procurado uma delegacia de Polícia Civil para denunciar que o ex-companheiro havia invadido sua casa e tentado agarrá-la e beijá-la a força. O ataque teria provocado ferimentos na mulher. Após o registro da ocorrência, o idoso foi preso em flagrante por ameaça e importunação sexual.

Leia também

Porém, durante a investigação, a mulher acabou confessando que a denúncia era falsa e que a história havia sido forjada como uma retaliação contra o ex-companheiro após o divórcio. Com isso, a investigada acabou sendo indiciada por denunciação caluniosa, crime que prevê pena de até 8 anos de reclusão e multa.

‘Essa conduta não apenas desvia os recursos públicos, mas também compromete a integridade do sistema judicial e policial. A mobilização de agentes, a realização de exames periciais e o constrangimento ao acusado geram um prejuízo significativo aos cofres públicos’, explica o delegado responsável pelo caso, Danniel Pedro.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais