Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

PM prende foragido que usava roupa de agente contra a dengue para assaltar casas

Suspeito já ordenou queima de ônibus em BH e tinha plano para explodir viaduto na Lagoinha; ele foi identificado por meio de um sistema de reconhecimento facial

Em uma operação conduzida pela Polícia Militar de Minas Gerais, um foragido da Justiça, conhecido pela extrema periculosidade, foi capturado em uma tentativa de assalto usando uniformes de agentes de combate à dengue em Vespasiano (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nessa sexta-feira (17).

Cleverson Silva de Oliveira, também conhecido como Keke, de 39 anos, estava foragido da Justiça desde de 2022 e foi preso neste sábado (17), em Ribeirão das Neves (MG), após intensa perseguição da polícia na rodovia LMG 806.

O grupo estava em posse de um veículo, modelo Hyundai I30, que foi identificado como roubado e clonado. Além disso, o líder do bando apresentava documentos falsos, utilizando um nome falso.

O suspeito, que já havia sido apontado como mandante de queimas de ônibus em Belo Horizonte e planejava a explosão de um viaduto na Lagoinha, obteve direito ao regime semiaberto e fugiu da cadeia. Desde então, seu mandato de prisão estava em aberto.

O criminoso foragido e seus comparsas foram detidos após tentativa de assalto a uma residência em Vespasiano, na Região Metropolitana de BH, nessa sexta-feira (16). Vídeos de câmeras de segurança mostram a quadrilha, disfarçada com uniforme de agentes de combate a dengue, fugindo da cena do crime.

Leia também

Os criminosos já haviam utilizado a mesma tática, de forma bem sucedida, para despistar moradores, invadir as casas e roubar seus bens em Minas.

O uniforme do agente de combate à dengue, especialmente do fumacê, é composto por diversos elementos que garantem a proteção dos funcionários Secretaria Municipal de Saúde, além de facilitar a identificação dos funcionários e o reconhecimento por parte da população.

A captura do criminoso foi possível graças à utilização de reconhecimento facial, uma nova tecnologia implementada pela Polícia Militar de MG no combate à criminalidade.

O sistema identificou o foragido, que tentava se esconder sob uma identidade falsa, permitindo sua prisão e a neutralização da ameaça - em meio a alta de casos de dengue em Minas Gerais, que pode ter tornado o tipo de crime mais comum.

Ele foi preso em flagrante e, após audiência de custódia, a prisão foi convertida para preventiva.

Ataques de ônibus em BH

A polícia identificou Cleverson Silva de Oliveira como mandante dos ataques a ônibus em Belo Horizonte, em 2011, enquanto estava preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG).

Ele foi descoberto por meio do rastreamento de ligações telefônicas com sua irmã. Além dos ataques, Cleverson planejava explodir viadutos e atacar agentes penitenciários.

Em ligações rastreadas pela polícia, o criminoso admitiu ter ordenado incendiar ônibus em BH em represália a mudanças na administração da penitenciária.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Repórter policial e investigativo, apresentador do Itatiaia Patrulha.
Formado em Jornalismo pela UFMG, com passagens pelo jornal Estado de Minas/Portal Uai. Hoje, é repórter multimídia da Itatiaia.
Leia mais