Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Esposa de piloto lamenta queda de avião no Sul de Minas: ‘excelente profissional’

“Morreu como um excelente pai e profissional”, disse a viúva de Geberson Henrique Tadeu Chagas Pereira

A esposa do piloto do monomotor que caiu na Zona Rural de Itapeva, no Sul de Minas, nesse domingo (29), lamentou a morte do marido e o descreveu como um “excelente pai e profissional”.

O acidente matou todas as 7 pessoas a bordo, incluindo o piloto Geberson Henrique Tadeu Chagas Pereira, de 45 anos, e o copiloto Gabriel de Almeida Quintão Araújo, de 25 anos.

Além da esposa, Geberson deixou duas filhas: um bebe de 9 meses, e outra mais velha.

Leia também

Alessandra Pereira, viúva do piloto, disse em entrevista à Itatiaia que o marido morreu como “um grande marido, um excelente pai e um excelente profissional, totalmente dedicado a tudo e a todos”.

“Era uma pessoa maravilhosa, muito trabalhadora, sempre disposto a ajudar a todos. Ele sempre deixava suas marcas em todas as pessoas, em todos os lugares em que ele estava presente”, descreveu Alessandra.

Ela conta que a fé está lhe ajudando a enfrentar a tragédia nesse momento.

“Eu tenho certeza que nesse momento ele está nos braços do Pai, eu tenho fé nisso. Com essas palavras que a gente junta forças para continuar”, disse a viúva.

Investigação

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), órgão da Força Aérea Brasileira (FAB), investiga o caso, porém as causas dessa tragédia ainda são desconhecidas.

Moradores de Itapeva (MG) relataram que chovia bastante no momento do acidente, na manhã de ontem (28).

De acordo com os bombeiros, algumas pessoas da região presenciaram o avião se partindo no ar e caindo no solo.

Pedaços do monomotor foram encontrados num raio de aproximadamente 400 metros, no Sul de Minas.

A aeronave foi fabricada em 1996 pela Piper Aircraft e estava com situação regularizada para voar, de acordo com a matrícula registrada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

O monomotor era designado para serviço aéreo privado e não possuía permissão para fazer táxi aéreo. Ele foi comprado em 23 de novembro de 2023.

Em nota à imprensa, a família de Geberson Henrique Tadeu Chagas Pereira, de 44 anos, lamentou o ocorrido e a perda do piloto no acidente aéreo. "[Geberson] trilhou uma carreira de mais de 12 anos de profissão, sempre guiado pela responsabilidade e pelo bem do outro. Ele deixa mulher, duas filhas, de 5 anos e de nove meses, família e amigos que muito o amam”, declarou por meio da assessoria de imprensa.

As vítimas da queda do avião são:

  • André Rodrigues do Amaral, 40 anos, empresário;
  • Fernanda Luísa Costa Amaral, 38 anos, esposa de André;
  • Marcílio Franco da Silveira, 42 anos, empresário;
  • Raquel Souza Neves Silveira, 40 anos, esposa de Marcílio;
  • Antônio Neves Silveira, 2 anos, filho de Marcílio e Raquel;
  • Geberson Henrique Tadeu Chagas Pereira, 45 anos, piloto do monomotor;
  • Gabriel de Almeida Quintão Araújo, 25 anos, copiloto do monomotor;

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Formado em Jornalismo pela UFMG, com passagens pelo jornal Estado de Minas/Portal Uai. Hoje, é repórter multimídia da Itatiaia.
Jornalista formado em Comunicação Social pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH). Na Itatiaia desde 2008, é “cria” da rádio, onde começou como estagiário. É especialista na cobertura de jornalismo policial e também assuntos factuais. Também participou de coberturas especiais em BH, Minas Gerais e outros estados. Além de repórter, é também apresentador do programa Itatiaia Patrulha na ausência do titular e amigo, Renato Rios Neto.
Leia mais