Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Ambulantes protestam após passarem o dia todo na fila do credenciamento para o Carnaval em BH

Belotur afirma que pulseira pode ser entregue nos próximos dias normalmente e que todos os interessados serão credenciados

protesto ambulantes.jpg

Confusão atrapalha o trânsito na avenida do Contorno, na altura do bairro Gutierrez

Imagens cedidas à Itatiaia

Ambulantes que ficaram o dia todo na fila para se credenciarem para trabalhar no Carnaval 2024 de Belo Horizonte realizam um protesto no fim da tarde desta terça-feira (16). O motivo seria o fim antecipado do processo de credenciamento, já que as pulseiras entregues aos ambulantes teriam acabado. Apesar disso, a prefeitura informa que o credenciamento é ilimitado e que as pulseiras podem ser entregues nos próximos dias.

Vídeos recebidos pela Itatiaia mostram centenas de pessoas ocupando parte da avenida do Contorno, no encontro com as ruas Juiz de Fora e Almirante Alexandrino, no bairro Gutierrez. Pela gravação, é possível ver que alguns manifestantes espalharam lixo pelo asfalto e atearam fogo.

Veja o vídeo:

Uma das principais reclamações é a falta de organização e demora para o credenciamento. Um vendedor contou à Itatiaia que essa não é a primeira vez que há tumulto no momento do credenciamento e que faltou organização e preparo por parte da Prefeitura de BH. “Esse é o quarto ano que eu faço credencial. Se a prefeitura fosse mais organizada, quem teve a credencial do ano passado poderia só atualizar o cadastro esse ano, mas não, tivemos que fazer tudo de novo. Não é o primeiro ano que dá esse tumulto não, esse ano só ficou pior. Foi falta de organização e preparo. Se tivesse organizado melhor, dava certo”, disse.

Em nota, a Belotur acalmou os candidatos ao informar que todos os ambulantes interessados serão credenciados até o dia 26 de janeiro, já que não há limite de credenciais. A pasta também explica que as pessoas que não receberam a pulseira nesta terça poderão voltar a partir de amanhã (17) para retirá-la.

Leia Também

Como fazer o credenciamento?

Os que quiserem se credenciar para trabalhar no Carnaval de Belo Horizonte neste ano deverão ir até o Colégio Marconi, na rua Paracatu, nº 1.574, bairro Santo Agostinho, munidos de identidade, CPF e comprovante de residência originais. É necessário ser maior de 18 anos e ter residência comprovada em BH para realizar o cadastro. Caso não tenha documento que comprove domicílio em BH sob sua titularidade, mas resida na cidade com familiares, basta apresentar declaração subscrita por cônjuge, mãe, pai, irmão ou irmã, com documentação que comprove.

O processo, neste ano, terá somente uma fase, ou seja, o ambulante sairá com a credencial no ato da inscrição. As regras podem ser acessadas neste link e dúvidas podem ser encaminhadas para o email diretoria.belotur@pbh.com.br.

A credencial é pessoal e intransferível e dá ao comerciante o direito de circular pelos Blocos de Rua, entre os dias 27 de janeiro e 18 de fevereiro. Está vedada a venda de alimentos, bebidas fracionadas e em recipientes de vidro, além da presença e comercialização em eventos privados.

Capacitação gratuita

Os primeiros três mil ambulantes credenciados entre os dias 16 e 18 de janeiro terão direito a um curso de capacitação gratuita nesta quinta-feira (18), no Sesc Palladium. Durante a atividade, idealizada pelo Fecomércio-MG, Sesc e Senac em Minas e Sindicatos Empresariais, os profissionais vão receber orientações para potencializar as vendas, como técnicas para apresentação dos produtos, abordagem aos foliões, agilidade e fidelização dos clientes.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Formado em jornalismo pela PUC Minas, foi produtor do Itatiaia Patrulha e hoje é repórter policial e de cidades na Itatiaia. Também passou pelo caderno de política e economia do Jornal Estado de Minas.
Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais