Ouvindo...

Times

Honraria: veja quem poderá receber a Medalha Alysson Paolinelli lançada ontem (9)

Governo de Minas anunciou no Palácio Tiradentes, a criação da medalha com o nome do ex-ministro. Intenção é reconhecer o esforço de pessoas e instituições pelo desenvolvimento do agro

Um ano após sua morte, a memória do ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli não para de ser reverenciada. O Governo de Minas assinou, ontem (9), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, o decreto que regulamenta a Lei N° 24.582 de 2023, criando a Medalha Ministro Alysson Paolinelli. A honraria será concedida pelo governador, anualmente, no dia 29 de junho, data de falecimento do ex-ministro, a pessoas e instituições com serviços relevantes prestados ao agro.

O Secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Thales Fernandes, apresentou o descritivo técnico da medalha, que terá como elemento principal a efígie de Paolinelli, além de elementos gráficos como uma rama de café, um trator e um campo cultivado.

O secretário ressaltou a importância do legado de Paolinelli, mineiro de Bambuí, que também foi secretário da Agricultura de Minas Gerais em três oportunidades (1971-1974; 1991-1994 e 1995-1998), além de ministro da Agricultura. “Ele foi o líder da revolução agrícola tropical sustentável que transformou o Brasil em potência agroalimentar e criou horizontes para a segurança alimentar mundial. Seu trabalho lhe rendeu a indicação ao Prêmio Nobel da Paz em 2021 e 2022”, relembra o secretário Thales Fernandes.

Desde que Paolinelli faleceu em 29 de junho do ano passado, várias homenagens já foram feitas a ele. Relembre:

Governo de Minas assina parceria para criar Museu Alysson Paolinelli em Uberaba

Minas vai ganhar Museu da Agrociência Sustentável Alysson Paolinelli, em Uberaba

Projeto da ferrovia Alysson Paolinelli será lançado em BH

Complexo que reúne Expominas e Parque da Gameleira pode ganhar nome de Alysson Paolinelli; entenda

Bolsonaro inaugura museu com nome de ex-ministro Alysson Paolinelli em BH

Solenidade de entrega será Itinerante

A Medalha Ministro Alysson Paolinelli será entregue a partir do ano que vem. A principal novidade é que a solenidade será itinerante, em município do estado que esteja se destacando pela sua expressividade no setor agropecuário ou por ser referência na trajetória de vida e trabalho de Paolinelli.

Veja as categorias que receberão a honraria:

  • Pequeno, Médio e Grande Produtor,
  • Universidades e Empresas de Pesquisa e Inovação Públicas e Privadas;
  • Jornalismo e Comunicação no Agro;
  • Entidades, Associações, Cooperativas e Empreendimentos Agropecuários;
  • Pesquisadores e Profissionais das diversas ciências que impactam em resultados positivos para o agro;
  • Pessoas Públicas e de Governo; Empresas Agropecuárias e Agroindústrias e Jovem Produtor.

    O decreto estabelece, ainda, a criação do Conselho Permanente da Medalha Ministro Alysson Paolinelli, com competência para deliberar sobre a concessão da medalha, composto por:

  • representante da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), que exercerá a presidência do Conselho;
  • representante da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig);
  • da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG);
  • do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA);
  • da Superintendência de Agricultura e Pecuária em Minas Gerais do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa);
  • da Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG);
  • da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg);
  • da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg) e
  • da Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg).

O Conselho se reunirá até 10 de maio de cada ano para escolha dos agraciados, a partir de listas tríplices elaboradas pelo seu presidente para cada uma das categorias. Após votação, o presidente do Conselho apresentará ao Governador a lista dos indicados mais votados de cada categoria e, após a sua aprovação, a lista de agraciados, será publicada no Diário Oficial do Estado.

(*) Com informações da Agência Minas.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Maria Teresa Leal é jornalista, pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação pela PUC Minas. Trabalhou nos jornais ‘Hoje em Dia’ e ‘O Tempo’ e foi analista de comunicação na Federação da Agricultura e Pecuária de MG.



Leia mais