Ouvindo...

Times

Quem é Elon Musk, bilionário dono do antigo Twitter que entrou em ‘briga’ com STF

Segundo homem mais rico do mundo é dono da Tesla e outras três empresas de alto valor no mercado; no domingo (8), Musk entrou no ‘inquérito das fake news’

Um dos empresários mais ricos do mundo, Elon Musk ganhou os noticiários por criticar multas do Supremo Tribunal Federal (STF) e declarar ‘briga’ com o ministro Alexandre de Moraes. As declarações do dono do X, antigo Twitter, começaram no último sábado (6). No domingo (8), Musk foi incluído no ‘inquérito das fake news’.

Aos 52 anos, Musk é considerado pela Forbes o segundo homem mais rico do mundo, ficando atrás apenas do dono da Louis Vuitton, Bernard Arnault. O dono do X tem patrimônio líquido avaliado em 195,3 bilhões de dólares.

Nascido em Pretória, na África do Sul, o bilionário possui quatro empresas com alto valor de mercado, além do X.

Leia também

Veja quais são as empresas de Elon Musk:

  • Tesla

Fundada em 2003 por Martin Eberhard e Marc Tarpenning, é uma empresa norte-americana de tecnologia e energia limpa. Elon Musk entrou na Tesla, em 2004, como arquiteto de produtos, e tornou-se CEO em 2008 - cargo que exerce até hoje, além de ser presidente do Conselho.

A Tesla liderou a popularização dos carros elétricos, demonstrando seu potencial de desempenho e inovação, além alertar para o impacto ambiental dos combustíveis fósseis. Atualmente, a empresa atua no desenvolvimento de carros elétricos (de diferentes modelos, desde carros até caminhonetes), painéis solares e baterias limpas.

A Tesla ainda é a marca de carros elétricos mais valiosa do mundo, mas perdeu a liderança de vendas para a chinesa BYD. Em fevereiro de 2024, o valor de mercado da Tesla era de aproximadamente US$ 689,33 bilhões, de acordo com o Yahoo Finance.

  • SpaceX

Fundada em 2002 por Musk, a SpaceX, é uma empresa aeroespacial com sede na Califórnia (EUA). Seu objetivo é ‘revolucionar a indústria espacial através da redução de custos e da promoção da reutilização de foguetes’ e tem vários contratos ativos com a Nasa.

A empresa devolveu os foguetes Falcon 9 e Falcon Heavy, que são os primeiros foguetes orbitais reutilizáveis da história. A SpaceX também é responsável pela nave espacial Dragon, que transporta carga para a Estação Espacial Internacional (ISS) e, futuramente, pretende colonizar Marte.

A empresa de Musk também foi selecionada pela NASA para desenvolver o Sistema de Pouso Lunar (HLS) para levar os próximos astronautas americanos à superfície da Lua no programa Artemis.

  • Neuralink

Fundada em 2016, o objetivo da Neuralink é desenvolver a comunicação direta entre o humano e computadores para permitir o controle de dispositivos eletrônicos com o pensamento, a partir da implantação de chips no cérebro. A empresa realizou a primeira aplicação de um chip para testes em um cérebro humano em janeiro de 2024.

Inicialmente desenvolvido para auxiliar pacientes com paralisia motora, o chip é implantado no cerebelo para detectar sinais elétricos dos neurônios. Atual CEO da empresa, Elon Musk publicou que os resultados preliminares são “promissores”.

Contudo, a OMS destaca riscos e pede cautela em relação aos implantes cerebrais. A Neuralink não é a única organização que esta investindo no ramo. A empresa está realizando testes clínicos, e Elon Musk prevê a disponibilidade comercial em 2025 ou 2026.

  • xAI

Elon Musk anunciou a criação da xAI, uma nova empresa focada em inteligência artificial (IA), com o objetivo de entender a verdadeira natureza do universo.

Musk expressa preocupações sobre os perigos da “IA descontrolada” e acabou se afastando da Open IA - empresa que controla o Chat GPT.

O bilionário foi um dos fundadores e um dos principais acionistas da empresa, ms acabou se afastando do Conselho em 2018. Ele criticou a abordagem da OpenAI, discordando das restrições implementadas na IA para evitar “respostas tendenciosas”.

Musk X Moraes

No último domingo (7), após chamar o ministro Alexandre de Moraes de ‘ditador’, e citar que o X estaria sofrendo censura no Brasil, Elon Musk foi incluído como investido no inquérito das ‘fake news’, que apura a propagação e o financiamento de notícias falsas no país.

O bilionário deverá ser alvo de investigação da Polícia Federal, além de ter que pagar uma multa de R$ 100 mil caso cumpra a ameaça de desobedecer decisões da Suprema Corte brasileira. A decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

Resposta de Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disparou um recado em entrelinhas para o bilionário Elon Musk, proprietário da SpaceX e da rede social X — antigo Twitter. A declaração do petista, nesta terça-feira (8), foi feita em meio à onda de ataques do empresário contra o ministro Alexandre de Moraes e o Supremo Tribunal Federal (STF).

“Muita gente não leva a sério e não entende o que significa a manutenção das florestas para manutenção da qualidade de vida. Não entende que a gente não tem para onde ir”, começou Lula em cerimônia de assinatura do programa para combate ao desmatamento e aos incêndios na Amazônia. “Tem até bilionário tentando fazer foguetes, viagens para ver se encontra espaço lá fora. Não tem… Ele vai ter que aprender a viver aqui. Ele vai ter que utilizar o muito do dinheiro que tem para ajudar a preservar isso aqui e a melhorar a vida das pessoas”, alfinetou o petista

*Sob supervisão de Lucas Borges


Participe dos canais da Itatiaia:

Giullia Gurgel é estudante de jornalismo e estagiária da Itatiaia.
Leia mais