Ouvindo...

Times

Com câncer, Fabiana de Justus explica por que foi proibida de usar ‘touca de gelo’

Ao responder caixinha de perguntas, influenciadora contou também por que cabelo está demorando a crescer

Fabiana Justus, de 37 anos, abriu uma caixinha de perguntas nas redes sociais, explicou por que seu cabelo está “demorando” a crescer e o motivo de não ter usado touca de gelo. Com leucemia mieloide aguda, a influenciadora decidiu raspar os cabelos em fevereiro porque estavam caindo muito.

“Sim, meu cabelo tem que começar a crescer, no caso, ele está micro ainda. Acho que o transplante demora mais para o cabelo crescer do que o normal, só a quimio cresce mais rápido”, comenta a filha de Roberto Justus.

Ainda no bate-papo, Fabiana esclareceu o motivo de não usar touca de gelo, para evitar a queda dos fios. “No meu caso não era indicado”, escreveu ela, que logo em seguida detalhou.

“No meu caso, pelo menos o que meu médico me explicou, ele precisa que a quimio circule em todo o meu corpo, então não pode usar a touca de gelo, que muitas outras quimios e tratamentos elas podem usar”, conta.

“Touca de gelo acho que não cai, acho que cai menos, enfim. Quando eu soube que teria que fazer o tratamento, eu perguntei: Caí o cabelo? Eles falaram que sim e eu perguntei da touca e eles falaram que não podia usar, não era uma opção. Então pra mim era mais importante que tudo voltasse a circular e viesse minha cura e tal do que o cabelo. A gente sabe que depois ele vai crescer”, encerra.

Leia também

Câncer de Fabiana Justus

No dia 25 de janeiro deste ano, Fabiana revelou ter sido diagnosticada com leucemia mieloide aguda e falou sobre a descoberta em vídeo postado nas redes sociais. Segundo a influenciadora, ela foi hospitalizada com ‘uma dor esquisita nas costas e febre’. A partir dali, ela foi internada, passou por exames, colocou o cateter e já começou a quimioterapia.

No dia 27 de março, Fabiana contou que conseguiu um doador 100% compatível com ela e que faria o tão esperado transplante de medula óssea. Após 13 dias, ela relatou que conseguiu a ‘pega’ e avançou no tratamento, recebendo alta hospitalar em 16 de abril.

Em meio a sua recuperação, Fabiana relatou estar lidando com mucosite, uma condição considerada comum após tratamentos que exigem quimioterapia.

Durante este período, além de idas ao hospital e exames, a influenciadora precisa tomar mais de 40 comprimidos diários para dar continuidade ao tratamento.


Participe dos canais da Itatiaia:

Patrícia Marques é jornalista e especialista em publicidade e marketing. Já atuou com cobertura de reality shows no ‘NaTelinha’ e na agência de notícias da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt). Atualmente, cobre a editoria de entretenimento na Itatiaia.
Leia mais