Ouça a rádio

Compartilhe

Funcionárias da Caixa fazem ato e pedem demissão de Pedro Guimarães 

Presidente da Caixa é acusado de assédio sexual e pode ser substituído do cargo

Funcionárias da Caixa protestaram contra permanência de Pedro Guimarães à frente do cargo

Funcionárias da Caixa Econômica Federal fazem um ato em frente à sede do banco estatal, em Brasília, na tarde desta quarta-feira (29) para pedir o afastamento do presidente da empresa, Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual contra funcionárias do banco. Sindicatos de bancários espalhados pelo Brasil também exigem a saída do executivo.

O caso vem sendo investigação desde dezembro pelo Ministério Público Federal (MPF) e foi revelado ontem em uma reportagem divulgada pelo portal Metrópoles.

O governo já cogita substituir Guimarães pela secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques.

Participação em evento

Pedro Guimarães participou, hoje, de um evento da Caixa Econômica Federal, em Brasília. O banco mudou o formato da cerimônia após o vazamento das denúncias e impediu que a imprensa acompanhasse o evento.

O presidente da Caixa foi ao local acompanhado da esposa, não citou as denúncias de assédio sexual, mas disse que sua atuação profissional é 'pautada na ética'.

Pedro Guimarães é investigado pelo MPF por assédio sexual contra funcionárias

Denúncias contra Pedro Guimarães

Ao portal Metrópoles, cinco mulheres relataram abordagens inapropriadas por parte de Pedro Guimarães. Elas não se identificaram, mas algumas já prestaram depoimento ao MPF. A TV Globo falou com algumas funcionárias que relataram episódios de assédio.

Confira alguns dos relatos:

Ele pediu que eu levasse até o quarto dele à noite um carregador de celular e ele estava com as vestes inadequadas, estava vestido de uma maneira muito informal de cueca samba canção. Quando cheguei pra entregar, ele deu um passo para trás me convidando para entrar no quarto

Por exemplo, pedir para abraçar, pegar no pescoço, pegar na cintura, no quadril. Isso acontecia na frente de outras pessoas

Eu sabia da fama dele já, então eu me reservei o máximo possível. E aí ele: 'não, mas abraça direito. Abraça direito, porque é... você não gosta de mim'. Aí na hora que ele, na terceira vez que ele fez eu abraçar ele, ele passou a mão na minha bunda

Resposta da Caixa

A Itatiaia ainda aguarda posicionamento da Caixa Econômica Federal sobre o assunto. Ao Metrópoles, a empresa afirmou que desconhece as denúncias.

"A Caixa não tem conhecimento das denúncias apresentadas pelo veículo. A Caixa esclarece que adota medidas de eliminação de condutas relacionadas a qualquer tipo de assédio. O banco possui um sólido sistema de integridade, ancorado na observância dos diversos protocolos de prevenção, ao Código de Ética e ao de Conduta, que vedam a prática de 'qualquer tipo de assédio, mediante conduta verbal ou física de humilhação, coação ou ameaça'", diz a nota, na íntegra.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store