Ouça a rádio

Compartilhe

Randolfe diz que conseguiu número mínimo de assinaturas para CPI do MEC 

Senador disse ter conseguido reunir 27 assinaturas para apresentar o pedido de abertura da comissão 

Senador Randolfe Rodrigues vai apresentar pedido para abertura de CPI

O senador Randolfe Rodrigues (Rede) anunciou na tarde desta quinta-feira (23) ter conseguido as 27 assinaturas necessárias para apresentar o pedido de abertura de uma CPI para investigar supostas irregularidades no Ministério da Educação (MEC)

“Após assinatura do senador Giordano (MDB), acabamos de conseguir as assinaturas necessárias para a instauração da CPI do MEC. Vamos passar a limpo o #bolsolao do MEC e demais escândalos de corrupção desse governo na Educação”, afirmou Randolfe.

O senador disse que espera conseguir mais duas ou três assinaturas para evitar que algum dos parlamentares que assinaram retirem o nome do pedido pela abertura da CPI. O requerimento para protocolar a comissão deve ser apresentado na próxima semana.

Após apresentar o pedido pela CPI caberá ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), analisar se a comissão deve ou não ser aberta.

Denúncias

A Polícia Federal cumpriu a quarta-feira (22), mandado de prisão preventiva contra o ex-ministro Milton Ribeiro, da Educação. A operação investiga a responsabilidade do ex-ministro no caso do gabinete paralelo do MEC.

Em março o jornal Estado de São Paulo revelou que, sem possuir vínculos com o setor de ensino ou cargo público, um grupo de pastores passou a comandar a agenda do ministro da Educação, formando uma espécie de "gabinete paralelo" que interferia na liberação de recursos e influenciava diretamente as ações da pasta.

O grupo era capitaneado pelos pastores Gilmar Silva dos Santos, presidente da Convenção Nacional de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus no Brasil, e Arilton Moura, assessor de Assuntos Políticos da entidade.

Nesta quinta-feira (23), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) ordenou a soltura do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido