Ouça a rádio

Compartilhe

Bill Gates associa NFTs a "teoria do mais tolo"

Para ele, o mercado deve ficar saturado desses ativos em algum momento

Bill Gates não tem interesse em NFTs

Bill Gates, cofundador da Microsoft, não tem o menor interesse em tokens não fungíveis (NFTs). Em um encontro promovido pelo site TechCrunch nesta semana, ele os descreveu como "uma classe de ativos 100% baseada na 'teoria do mais tolo': alguém vai pagar mais por isso do que eu". 

Bill Gates tells us what he really thinks of Bored Apes at #TCClimate: pic.twitter.com/vBc8BaaTup

— TechCrunch (@TechCrunch) June 14, 2022

A expectativa é que o mercado fique saturado em algum momento e não haja mais interessados em ganhar dinheiro com esse ativo. "Não estou envolvido nisso", diz ele sobre criptoativos. Gates destaca que prefere investir em agricultura ou empresas que oferecem produtos.

Esta não foi a primeira vez que o empresário fala sobre o assunto: em 2018, na rede social Reddit, ele afirmou que essa modalidade financeira é extremamente perigosa. Isso p orque costuma sere associada a atividades ilícitas como lavagem de dinheiro, evasão fiscal e tráfico de drogas.

Em entrevista à Bloomberg Technology, em 2021, Gates afirmou que esses investimentos são muito arriscados. Ele ainda advertiu investidores sobre o bitcoin: segundo ele, é preciso ter cuidado com a volatilidade desses ativos. Apesar disso, o empresário aprova o uso de dinheiro digital quando as transações podem ser rastreadas e regulamentadas.

Microchips e pandemia

Outra declaração de Gates nesta semana, dessa vez no Twitter e em resposta a um post do The Daily Show, associou de forma bem-humorada o fim do Internet Explorer a uma suposta falta de chips. 

Wow, Bill Gates encourages everyone to get vaccinated, then a year later Internet Explorer dies. Coincidence??? https://t.co/1tF5HR0WjR

— The Daily Show (@TheDailyShow) June 15, 2022

O perfil do programa de humor tuitou: "Uau, Bill Gates encoraja todos a se vacinarem e, um ano depois, o Internet Explorer morre. Coincidência???" 

O empresário, então, justificou a ação com a falta de microchips causada pela pandemia de covid-19. A brincadeira faz alusão à teoria da conspiração que informava — de forma errada e absurda — que as vacinas tinham chips rastreáveis embutidos para controlar os vacinados. Segundo a fake news, Gates seria o grande mentor desse projeto.

I guess we finally ran out of microchips. https://t.co/dptfYIGl4k

— Bill Gates (@BillGates) June 15, 2022

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido